Google+ Estórias Do Mundo: Os Canhões de Cesare Borgia

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Os Canhões de Cesare Borgia

, em Natal - RN, Brasil
Eu bebi demais. De fato, foram muitas cervejas, muita caipirinha, e eu sai da boate já pela manhã. E eu ando de ônibus. Não gosto de carro, acho um gasto inútil de dinheiro que não preciso fazer. Vou para todo lugar que eu quero ir de ônibus mesmo. E acho discurso vazio quando as pessoas falam que se tivessem um bom sistema de transporte deixariam o carro em casa. Deixa o carro em casa agora, e reclama bastante no Twitter do ônibus até ele melhorar. Enquanto você for o único motorista dentro do seu carro, aumentando em quase quatro metros o congestionamento, o sistema de transporte público não vai melhorar. Esperar o mundo melhorar para fazer o correto não conta, ok?, tem que fazer o certo agora com o mundo errado. Como, por exemplo, beber e voltar para casa de ônibus. 
Mas não durma no ônibus! Porque eu dormi. E acordei do outro lado da cidade no ponto final. Ai tem que descer e pegar outro ônibus, com a cara toda amassada. Eu acordei em Felipe Camarão, no ponto final do meu ônibus. Tive que esperar o próximo, e pior que esta não foi a primeira vez, tanto que quando eu acordei, pelo menos, eu já sabia onde estava, na primeira vez que foi ruim porque eu tive que perguntar aonde diabos eu tinha ido parar. Desta vez eu só precisei esperar o novo ônibus sair e sentei na cadeira preferencial e encostei minha cabeça no vidro.
Foi alguns pontos depois que ele subiu e passou pelo cobrador, eu o vi caminhar para o fundo do ônibus onde eu estava sentado e trocamos alguns olhares no curto trajeto. Era um menino alto e magro, parecia bem jovem, a pele descamava do Roacutan contra as espinhas que ele provavelmente tomava. Tinha os olhos amendoados bem apertadinhos. Mas passou e sentou duas cadeiras atrás de mim. O ônibus continuo no seu caminho e uma senhora subiu e eu levantei, o meu assento era preferencial o que significava que caso alguém chegasse eu deveria ceder o lugar. Levantei e foi quando o vi olhando para mim, duas cadeiras atrás, ele sorriu e os olhos amendoados se transformaram em duas linhas. Eu sorri de volta e ele pediu meu telefone. E eu ditei e ele anotou no telefone e me mandou uma mensagem se apresentando. Conversamos ali alguns metros um do outro por mensagens de texto e marcamos um cinema mais tarde porque ele estava indo para a aula e eu voltando da balada. 
Marcamos as 18h, eu cheguei as 17:15 porque estava próximo ao cinema no ensaio do meu coral. Liguei para ela tentando confirmar e não houve nenhum retorno. Esperei até as 18:30h, as 19h decidi escolher a próxima sessão e ir ao cinema sozinho. Ele não viria mesmo.

*

Cheguei no ponto de ônibus saindo da aula que estou frequentando de desenvolvimento mediúnico. Ele já estava lá. Muito alto, mais ou menos 1,95, moreno, vestindo roupas de basquete, moreno, estava lendo um livro de capa dura, azul, ele me olhou e sorriu. Eu sorri de volta e ele disse oi. Parei do lado dele e respondi, ele se apresentou, eu me apresentei e sorri e ele jogou: "Seu sorriso é lindo". Ele perguntou de onde eu estava vindo, eu devolvi a pergunta e ele falou que era personal em uma das academias que eu já havia olhado para frequentar. E também falei que estava gordo, que precisava voltar a malhar, e ele disse que não, eu não estava gordo. E ele começou um discurso: "Eu não vejo muita graça em pessoas que vivem em academias e que são todas iguais. Sempre gostei daqueles que não são como os outros, por exemplo, eu acho sua careca linda!", e sorriu. Eu fiquei vermelho por um instante. Ele sorriu e os olhos apertaram. Então respondi: "Não costumo receber elogios de homens tão bonitos!". Ele sorriu e comentou que assim ficaria encabulado. "Muito bonito mesmo!", reforcei. Sorriu novamente e mudou de assunto perguntando onde eu morava e, diante da resposta: "Olha, moramos perto!". Pegamos o mesmo ônibus, falando sobre educação no Brasil, crianças e ioga. Ele era bem grande e mal cabia no banco. Conversamos animados, com alguns silêncios, nos quais alguns ele me olhava sorrindo, e parecia que pensava em me beijar. Logo o lugar que eu desceria do ônibus se aproximou e ele não fazia nenhum movimento para pedir meu telefone, então anotei em um papel, e entreguei-lhe, o qual ele agradeceu colocando dentro do livro que lia no ponto. Ele não me ligou.

38 comentários:

  1. Quem sabe ele te liga ainda..
    Mas uma coisa legal que percebi nos teus últimos post é que vc deve estar numa fase mais feliz da sua vida, espero que seja isso mesmo e que continue assim :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sendo bem sincero, Frederico, não, não estou feliz. agora de fato, coisas melhores tem acontecido comigo. e como, neste blog, eu descrevo as coisas q me acontecem sem enfeitar ou mentir, então agora q coisas boas/divertidas tem acontecido eu tenho contado... é apenas uma questão de relatar os fatos q acontecem comigo.
      Já estar numa fase mais feliz implicaria em eu realizar alguns sonhos, e isso não podem acontecer mais pq meus sonhos estão todos mortos, mas, por outro lado, tenho aprendido a conviver melhor com esta minha infelicidade intrínseca.

      Excluir
  2. Povo estranho... Vou te contar, esses caras são confusos. Ou será que a gente é que é um poço de carência e só vemos o que queremos ver?

    Rs, o comentário do Frederico é ainda mais estranho. Logo, tu não sabes que nada é exatamente o que parece ser...!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I totally agree. Esses kras são confusos, eles se deixam levar pelo impulso inicial, mas na hora de demonstrar interesse de verdade ai dão pra trás. É essa covardia que não me desce mais e m dá uma preguiça filhadaputa de conhecer novas pessoas.

      Excluir
    2. PS: sobre o comentário do Frederico, acho que ele não lembra das aulas de história. Os canhões de Cesare Borgia eram feitos de gesso, ou seja, cenográficos, coisas que parecem, mas não são...

      Excluir
  3. E ele ignorou o fato de ter furado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele mandou uma msg as 21h pedindo desculpas e dizendo que ia marcar outra coisa, até hoje estou esperando... pq convenhamos: se eu tivesse furado com alguém eu teria dado um jeito de compensa-la no outro dia ou, no mais tardar, na mesma semana.

      Excluir
  4. mas já é alguma coisa né? coisas boas e divertidas acontecendo ... é um no mínimo um sinal q tudo pode ser diferente ...

    bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. repito a explicação que dei para o qrido Homotoon: Os canhões de Cesare Borgia parecem, mas não são... parece bom e divertido, parece tudo novo e diferente... mas não é, isso sempre me aconteceu... parece que está mudando, mas está sempre tudo o mesmo.

      Excluir
  5. Eu acho que a sensação de que algo mudou em você não vem dos fatos que narra, mas da forma como narra. É a leveza das palavras que revela que uma mudança está em curso. Agora, onde vai dar esse processo, ninguém, nem você (eu penso assim) sabe. E você tá deixando rolar... isso é bom...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, concordo plenamente. Minha percepção realmente mudou de tudo que está a minha volta sim. Estou um pouco mais em paz.

      Excluir
  6. história da minha vida......
    haja gesso para tantos canhões!!!

    ResponderExcluir
  7. Estar em paz é um passo importante... pouco a pouco alcançamos outros estágios.
    abraços

    ResponderExcluir
  8. Definitivamente preciso frequentar mais pontos de ônibus... hehehe! E não ligou, mas vai ligar. Aposto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o senhor é um homem casado. fique no seu canto. hauahauah

      Excluir
  9. Que estranho... a parte mais difícil - olho no olho, troca de palavras - acontece... então por que não continua? Por que então trocar telefones?

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, Peter, se vc responder essa pergunta explica pq estou sempre sozinho. Pq sequer dizer oi, ou ficar conversando, se depois não pretende nem ligar?

      Excluir
  10. Eu sempre vou de ônibus pra casa depois da balada, rs
    E também já passei do ponto por que estava dormindo, enfim... acontece.

    Se ele vai ligar eu não sei, mas sempre terão outras oportunidades, e oportunidades melhores :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. terão? eu, pessoalmente, não acredito. quer dizer, eu sei que outras coisas como esses dois exemplos acontecerão sempre, mas essa "oportunidade melhor" de que vc falou, a essa... eu não acredito q venha não.

      Excluir
  11. Estas histórias inesperadas em que ficamos esperando algum retorno que pode ter e que achamos que não terá também é tenso. Sou assim espero mas não esperando, talvez ciente das possibilidades aliás o telefone pode tocar a qualquer momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, eu não espero mais não, Luiz...

      Excluir
  12. Oi ... Legal o que você comentou com o Cesinha, estar em paz é tão bom. Não a perca por determinados fatos. Agora cá entre nós ... Esse povo é pirado, flerta e na hora 'H' nada. O que será que estão buscando? Abraços !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa pergunta, meu amigo, o que eles estão procurando?

      Excluir
  13. Tb adorei a capinha do Curtir Boys... hahahaha!
    E rindo aqui com tua réplica ao meu comment... hahahaha... e desde quando homem casado não pode passear no ponto de ônibus?!? Hahahahaha!

    ResponderExcluir
  14. Sabe o que eu acho legal? Pelo menos você ainda acredita no amor. Ficar sentado em casa é que não ajudaria. Se esse não ligar, outro liga. Bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, eu acredito no amor sim, Wans, eu não acredito que eu um dia terei amor. Mas eu passo esses telefones só pra não ouvir: "se vc não dá oportunidade tb nada acontece", só pra manter minha consciência tranquila de que fiz a minha parte, os outros que não colaboram.

      Excluir
  15. querido, quando acontecer isso, não vá para o cinema sem ligar antes e confirmar, pois muita gente não sabe realmente o que quer.

    quanto a dar o seu telefone no papel, fez muito bem. mas você disse que ele não ligou. calma. pense que a pessoa tem uma semana pra te ligar e você não precisa ficar esperando. tem que ser mais leve, dar tempo às coisas. assim, quando menos esperar, seu telefone vai tocar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Railer, amiguinho do meu coração, todas as minhas postagens só vão ao ar uma semana, no mínimo, depois do acontecido exatamente para evitar isso. Já fez uma semana q dei o telefone ao kra e eu não fiquei esperando, tanto q não comentei com ninguém sobre o assunto.

      Excluir
  16. Nossa Foxx, ao mesmo tempo que gostei do texto, fiquei meio assim... Por essa dos caras não darem o retorno. Eu também costumo trocar olhares no coletivo, mas fico sem graça, sem jeito e por isso nunca cheguei a falar com cara. Taí, será(?) rs Mas acho que a timidez seria mais forte... HAHA
    Gostei muito do texto.

    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, não, Freddie, tem que largar essa timidez pra lá e cair em cima. Vc só está perdendo oportunidades, pq, tenho certeza, vc não mora em Natal onde tem essas pessoas loucas... hehe

      Excluir
  17. Tou gostando de ler amigo! Em pouco tempo conheces dois carinhas legais hem? ;)

    Tens que começar a pedir tu os números dos gatinhos, eheheheh! ;P

    Abreijos :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu peço, e quando eu ligo não atendem. mas eu prefiro só passar o número mesmo, assim eles já tem que fazer o imenso esforço de fazer a primeira ligação sabe? isso já dá uma peneirada e retira o joio do trigo, o problema é que por aqui só tem joio.

      Excluir
  18. Da uma raiva essas historias suas que a gente vai lendo e pensando: Agora vai, agora vai... foi.. foi....

    E n vai, né Brasil?? Não vai!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. te deixa com raiva? imagina eu! kkkkkkk

      Excluir
  19. Nossa, que facilidade para conversar com as pessoas, para socializar.. eu sou tao fechado... estas coisas nao acontecem nunca.

    Enfim, estas coisas acontecem, e pode ser que alguma hora ele ligue, vai saber...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. duas coisas: primeiro, solte-se, sorria para as pessoas que essas coisas acontecem.

      segundo, não, se ele não ligou NO MÁXIMO três dias depois, ele nunca vai ligar.

      Excluir
  20. Normal, amigo, normal. Se eu tivesse namorado todo mundo que pegou meu telefone, eu teria namorado uns 300 caras, pelo menos... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza é bem normal, o meu normal principalmente é nunca ninguém ligar pra mim no outro dia.

      Excluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway