Google+ Estórias Do Mundo: Pulsos

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Pulsos

, em Natal - RN, Brasil
Estou aqui sentado, nu, embaixo do chuveiro, a água atinge minha nuca e escorre pelas minhas costas, abraço meus joelhos e penso como seria bom se algum daqueles azulejos tivesse uma ponta, cortar os pulsos seria uma boa saída agora. Lembro da música da Pitty agora e cantarolo. "E um dia se atreveu a olhar pro alto, tinha um céu, mas não era azul. No cansaço de tentar, quis desistir, se é coragem eu não sei". Lembro de como tentei até agora, como lutei para alcançar os sonhos que eu tinha. Tapo os ouvidos, mas as palavras da minha mãe estão no meu coração: "Por mim você tinha feito engenharia, mas você quis fazer história então agora tem que arcar com a responsabilidade". A água fria cai no meu corpo e eu olho para os meus pulsos, e lembro que acabei de chegar de Campina Grande aonde fui fazer um concurso que não passei. "E um dia decidiu, quis terminar, só mais um gole e duas linhas horizontais". Seria tão fácil, mas fácil do que voltar em todas as escolas que já deixei currículo e ouvir novamente que não há vagas, ou pior, ouvir que tenho formação demais. "Desculpa, seria ótimo, mas eu não posso pagar um doutor". Poderia finalmente descansar sabe? Fechar os olhos e finalmente sentir-se aliviado porque não tenho que acordar amanhã e enfrentar isso tudo de novo. Ficaria ali embaixo com a água escorrendo pelo ralo que fede a baratas até alguém vir reclamar que estou gastando água demais. Demoraria, com certeza, o bastante para a água levar todo sangue. "Sem a menor pressa, calculadamente, depois do erro a redenção". Mas eu acabo levantando e esfrego o corpo com aquele sabonete de perfume pobre, lavo os cabelos com ele também porque xampu é um luxo que eu não me dou mais. Depois volto para debaixo da água e espero encarecidamente que ela lave até a minha alma. "Tenta achar que não é assim tão mal, exercita a paciência. Guarda os pulsos pro final, saída de emergência".


65 comentários:

  1. Não lembro se te respondi sobre o Gay Incomum, mas sim, conheci sim. Ele está morando bem perto da minha casa, inclusive.

    Mas sobre a sua pergunta, sim, não há porque a pessoa continuar próxima, até porque as pessoas são muito mais do que os problemas que possuem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que vc conheceu o Gay Incomum, ele é o máximo, uma grande pessoa, primo. espero q vcs se tornem amigos.
      faço mto gosto! =)

      Excluir
  2. Uau! Tenso..consegui imaginar a tensão de passar pela situação.

    The Silly
    www.estacao47.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Tem dias que as coisas são uma merda mesmo! Eu: ponho uma música nos ouvidos e saio pra correr. Ah e faço sexo tb..rs Bj. Força ái.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem, não tem com qm fazer sexo. só me resta correr então.

      Excluir
  4. na sua ansiedade me vi refletido, mas se ainda levanto do chão do banheiro para me ensaboar, significa que não to com depressão, isso me alivia, pensamentos insanos veem e passam, mas a depressão pode não passar, quem ainda se levanta e continua mesmo contrariado , ainda tá cheio de forças.
    E que horror esse negócio de cortar os pulsos, #cremdeuspai
    (Alô Televisa!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não é depressão, é só tristeza.

      Excluir
  5. kkkkkk... #cremdeuspai... amei!... vai pra minha lista de tags favoritos...

    Meu lindo: assim, o dia em que eu resolver cortar meus pulsos pelo menos vou usar um xampuzinho... pode até ser monange... detesto defunto de cabelo oleoso...

    Beijão.

    ResponderExcluir
  6. Com você acho que posso... ou não?

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que raiz de tudo isso agora se explica: o sabonete de perfume pobre, claro. Nada que seja pobre traz bom presságio. Acredite. Hahahahahaha! Hugzão, minha raposa suicida favorita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hauahuahauahau. vai ver é esse o problema mesmo. mas por enquanto não dá pra comprar nada melhor que isso não, pq se eu tivesse morando sozinho já tava no sabão de coco.

      Excluir
  8. Do jeito que estamos, até morrendo daremos trabalho e prejuízo pra outras pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, eu só dou trabalho e prejuizo mesmo as pessoas...

      Excluir
  9. Tua tristeza tá latente.
    =/

    Quer conversar via msn?
    Preocupado com vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. claro, meu msn é le.foxx@hotmail.com

      Excluir
  10. Adoro os seus textos viscerais. Todos passam por esta situação de "beira de abismo". Espero suas melhoras.

    ResponderExcluir
  11. "Tua tristeza é tão exata e hoje o dia é tão bonito. Já estamos acostumados a não termos mais nem isso!".

    E eu me animo toda vez que vc reúne forças para se levantar e continuar seu banho. Não é muito, mas me faz ver que vc ainda tem alma de guerreiro! Torço pra isso passar rápido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também torço, qrido amigo, mas para que eu me acostume logo.

      Excluir
  12. Nossa!!!!!!!! Uma vez eu fui dormir depois de escutar essa música da Pitty e tive um sonho muito parecido! Mas depois o sonho ficou meio esquisito, eu saia correndo e chegava em uma cachoeira! Muito estranho kkkkkkkkkkkk!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb era algo envolvendo água?
      humm... sonhar com água quer dizer que vc terá dificuldades a vencer... qnto mais agitadas, como uma cachoeira, mais dificil... qnto mais turva, mas complicada.

      Excluir
  13. Nossa!! Como já me senti assim!!
    Seria tão bom se desligar e pronto.

    Então já saiu o resultado do concurso de Campina Grande?
    Pena q vc não passou.
    Vc ia se dar muito bem por lá. =|

    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah é esse meu grande sonho... um botão de desligar...
      saiu sim o resultado, meu caro e não passei...
      como era de se esperar...

      Excluir
  14. Seria bom se nesses momentos de reflexão embaixo do chveurio a água levasse embora a sujeira da alma também... seria tão mais fácil...Força aí meu velho!

    ResponderExcluir
  15. Eu te acho tão inteligente, mas tão infantil ao mesmo tempo. Procura usar essa inteligência ao invés de se lamentar. Tu carregas em si uma carga de negativismo infindo e, se continuar assim, vai viver pra sempre à margem desse mundinho pequeno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem, obrigado pela crítica, mas eu discordo. Bem, posso estar sendo infantil, mas eu estou me lamentando? ok, o que vc gostaria q eu fizesse q eu não fiz ainda? todas as opções eu já tentei, mas não consegui mudar em um centimetro a minha vida. ai eu vivo uma vida q não gosto, que considero uma merda, onde só me acontecem coisas ruins, no fim disso eu venho ao blog e descrevo o que me acontece sem acrescentar nada e estou sendo negativo? negativo é ver um dia bom e dizer q ele foi ruim, não é negativismo admitir que vc está mal. mas eu não duvido q vou viver neste mundinho pequeno, Edu, de fato, eu já desisti de conseguir escapar deste mundo em que vivo, só me resta tentar aprender a viver nele.

      Excluir
    2. Você é um cara lindo por dentro. Procura pensar diferente, não custa tentar. Beijo!

      Excluir
    3. obrigado pelo elogio, Edu, mas como pensar diferente, se por mais q eu pense que as coisas podem dar certo, kda ação, casa coisa que acontece comigo, demonstra que não pode? sabe? como eu posso me convencer, por exemplo, que posso ter o emprego dos meus sonhos se todo concurso que tento eu não passo? se fico gastando dinheiro me inscrevendo e viajando pra fazer concursos que eu nunca passo? (e é obvio q eu estudo bastante, mas na parte da entrevista, qndo a coisa fica subjetiva, eu sou jogado pra fora do processo seletivo)

      Excluir
  16. #tenso .Sou medroso/corajoso demais pra pensar em suicídio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu acho que é medroso, Lobinho. pra mim é a coragem suprema.

      Excluir
  17. oi meu amigo, fazia tempo que eu nao vinha aqui. fiquei triste por lhe encontrar triste, mas saiba que tudo passa. esses desejos de sumir todos temos. alguns de nos tem tanta coragem que conseguem sumir mesmo, mas eu me pergunto se essa saida é realmente a mais facil, pois assim nunca vou saber como será o amanhã. um grande beijo, fique bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito tempo mesmo q vc não aparece por aqui...
      olha, eu já sei como vai ser o amanhã, esse é o problema.

      Excluir
    2. me mande seu e-mail, vamos conversar.

      Excluir
  18. Caro Foxx,

    Uma pergunta : O que IMPEDE vc de se matar ?
    bjs e abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tenho medo ainda, meu caro, não sei medo do que ainda. medo da dor, medo de dar errado, medo de morrer em si. não sei se vc consegue me entender? é um medo ainda do próprio ato em si, sabe?

      Excluir
    2. Então o medo de morrer é maior que a dor de viver!

      Excluir
  19. Ai, deixa disso! Cortar os pulsos é coisa de adolescente ou de japonês com a honra destruída. Adoraria poder ajudar, mas não sei como > exceto: ARRANJE UM EMPREGO QUE PAGUE AS CONTAS, VÁ MORAR COM UM AMIGO E ABONDONE ESSA FAMÍLIA QUE SÓ TE FAZ PENSAR EM SUÍCIDO. Volte pra visitar só 1 vez por ano, a coisa só funciona assim, com certos tipos de familiares. Seu irmão parece te aceitar bem... Que tal conversar com ele? (que partilha, em parte, do mesmo problema).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o problema é q não consigo arranjar esse emprego pra pagar as contas, não sei fazer mais nada além de ensinar ou fazer limpeza, e estou sinceramente cogitando a possibilidade da ultima opção...

      Excluir
  20. Caro Foxx,

    nem sei o que dizer, então falo apenas que já me senti assim, a maior parte de minha vida. Na adolescência, desânimo, medo; na juventude uma grande paralisia, que me levou a simplesmente ir empurrando os dias. Nunca pensei em cortar os pulsos, mas em me jogar do décimo andar, onde trabalhava, muitas vezes! Por que não o fiz? Acho que também por "medo da dor, medo de dar errado, medo de morrer em si."
    O tempo foi passando, fiz um tratamento, fiz terapia, que ajudou um pouco, mas nada resolveu (só a gente resolve as coisas), tomei Anafranil por três anos, melhorei, continuei empurrando a vida.
    Cheguei até aqui e, agora maduro, sou tomado de um grande medo, quase pavor, que me toma as noites, que me toma o prazer de dormir, me sufoca, me assusta na escuridão todas as noites, e quase sempre insiste em me acompanhar apertando o peito durante o dia. Mas vou levando, porque sei, sempre soube, tudo passa. O duro, muitas vezes, é conseguir se levantar do banho e continuar a vida. Mas é isso que fazemos, é isso que eu farei, é isso que você fará. Por alguma razão que desconhecemos, nosso sofrimento não é, ainda, tão grande a ponto de nos aniquilar totalmente.
    Não vejo seu depoimento como um lamento, mas como um diálogo. Diálogo firme e forte com seus semelhantes.
    Me sinto um deles. Pelo menos nessas dores todas que você carrega.
    E, acredite, embora eu não tenha como lhe provar, que você tem instrumentos, capacidade, potencial, força, tudo que um ser humano precisa pra vencer esses momentos, essas fases escuras.
    A vida, para alguns, é assim. Para muitos, parece ser um dia eterno sempre ensolarado, vinte e quatro horas, com a beleza e a brisa do mar à vista.
    Pra você não é, ainda, pra mim não é, pra muitos de nós humanos não é, pra qualquer pessoa normal, não é. Você não está sozinho nisso. Sei que isso não atenua sua dor, mas acredite, você sabe, tudo vai passar...
    Pelo menos eu ainda penso assim.
    Que você possa encontrar dias mais luminosos, em que possa ver sua própria luz, e ela se sobreponha à escuridão desse nosso mundinho...

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que comentário bonito, Alex, que depoimento comovente, de verdade. eu queria um dia ser igual a vc, cara, ter essa maturidade toda e ter alguma esperança, me ajudaria a continuar. infelizmente eu não consigo acreditar que um dia eu possa chegar a isso, pq não acredito q isso vá passar, acredito que vai piorar mais e mais e um dia a dor será maior q o medo.
      bem... vc tem razão, não é um lamento, é um diálogo, eu queria ouvir a opinião das pessoas sobre isso.

      Excluir
    2. eu também nunca acreditei que chegasse, que passasse.
      o sofrimento acompanhou, muitas vezes, até hoje, mas a vida continuou. e, apesar de tudo, apesar de tudo mesmo, vale a pena, e eu continuo "medo da dor, medo de dar errado, medo de morrer em si". Então, vou levando. Os anos passam, e a gente aprende que esperança não é algo que mude nosso sentimento de uma hora pra outra, mas simplesmente essa coisa que nos mantém vivos, mesmo na dor, mesmo na desesperança, porque instintivamente sabemos que não há noite que sempre dure, nem mesmo no Pólo Norte.

      Excluir
    3. desculpa Alex, mas não... eu não sei instintivamente que não há noite que sempre dure, infelizmente eu não sei não...

      Excluir
    4. Foxx, então vou eu te dizer uma coisa... as coisas mudam!! Mudam quando a gente menos espera, as vezes qndo menos temos motivos pras coisas mudarem... não sei se na minha preocupação de parecer que eu tinha a vida perfeita e nos meus lamentos no antigo blog bem mal escrito eu conseguia passar a dor que eu sentia...

      Acho que minhas mil camadas de proteção que criei não deixavam nem eu escrever sobre o que eu sentia, até pq eu não era um anonimo e amigos queridos e até minha mãe podia ler o blog... e não sei se até como anonimo eu conseguiria burlar a eterna defensiva que eu vivia para dizer tudo e do tanto que eu sofria...

      Mas sei que vc acompanhava o blog e deve ter lido a muito tempo a "última" carta que cheguei a escrever, vc não deve se lembrar..

      O que posso te dizer é que as coisas melhoram sim, sem a gente perceber melhorar!!!


      Espero muito que vc fique bem!!!

      Excluir
  21. Foxx, esse medo de morrer será sempre maior do que o de viver com dor - seguindo o raciocínio do "Cores da Crise da Meia Idade". A dor, a morte (e até a vontade de antecipá-la) é inerente à vida e será sempre. Alguns esperam ela passar, outros não. Ou seja, alguns preferem morrer logo e outros não. Estes últimos, se dão a oportunidade para um dia falar com propriedade (ou ensinar) que não há noite que sempre dure. E é isso que, metaforicamente, o Alex M. se referiu.
    Força, homem. Acredita de uma vez por todas que você é capaz de atingir o seu objetivo e tão merecedor desse sol que nasce todos os dias. Ele é pra todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. own, Junnior, como eu gostaria conseguir acreditar que mereço esse sol... eu sei que isso é baixa autoestima, mas infelizmente como eu posso acreditar que essa noite vai passar se eu simplesmente nunca vi a luz? cansei de esperar essa luz, não acredito mais que ela exista, não consigo mais acreditar que algo de bom pode vir a acontecer pra mim.

      Excluir
  22. Sabão de coco... hahahahahahahaha! Vou te enviar um kit de sabonetes PHYNOS, tzá???? Só não vale deixar ele - o sabonete - cair no chão ... que esse truque é velho..... hahahahahaa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amigo, quem, neste mundo de Deus, vc acha q estará tomando banho comigo pra eu usar esse truque?

      Excluir
  23. Eu sei que vc vai me xingar depois, então vou falar o que penso:

    Como ficção o conto é bonito...

    Como realidade acho muito #mimimi pra pouca vontade!

    Sim, sim.. a vida é dificil...todos temos dias/meses/anos ruins... mas "sem luz não é possível ver a escuridão"... logo, se vc ve que tudo está tão ruim é pq tem com o que comparar... e, se já foi bom alguma vez, tem como voltar a sê-lo....

    Se está tão ruim onde vc está, prepare-se (estude ser garçon) para poder sair daí de alguma maneira. Divida apartamento com alguém.... faça algo.... senão, fica parecendo que, na verdade na verdade, vc gosta é de reclamar e chamar a atenção dessa forma.

    Existem formas mais interessantes de ser interessante!!!
    :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não vou xingar vc, garoto, claro q não. mas o problema é que não, hão houve nenhum momento em que foi bom. e sim, é hora de abandonar meu doutorado e perceber o quanto ele foi inútil e trabalhar lavando banheiros se for necessário.

      Excluir
  24. Oi Foxx, já visito o seu blog já faz algum tempo, mas esse post chamou muito minha atenção porque, tirando a parte da família sei do que você tá falando, já estive onde hoje você se encontra. Não tenho uma solução concreta #SORRY, mas tenho uma possível solução. Moro em Recife e aqui tá rolando tipo uma reforma na educação do Estado, escolas estão sendo reformadas outras construídas... enfim, pesquisa mais sobre isso (http://www.pe.gov.br/), quem sabe você encontra uma oportunidade por aqui?! Pernambuco não é nenhum RIO/SÃO PAULO. Mas não falta oportunidades!

    E tenho mais três #DICAS:

    1- Troca de música: Essa não te ajuda em nada!
    2- Sobre as escolas: Essa "reforma" tá acontecendo em todo o Estado, mas tenta pesquisar nas Regiões Metropolitanas e Interior do Estado, tem mais oportunidades do que na Capital em si.
    3- Pensar em suicídio - na minha opinião - é uma das características de quem está no fundo do poço (ou cacimba como se diz aqui no Nordeste), mas vou te dizer uma coisa, depois que você chega no fundo não tem como ir mais para baixo, então daqui em diante é só subida! Sei que você não quer saber SE isso vai passar, você quer saber QUANDO isso vai passar, Certo?! Mas, paciência deixa o tempo passar, mas claro! Continue tentando, pois não adianta esperar o tempo passar sem fazer nada, né!

    Espero ter te mostrado uma possibilidade (miníma que for) de ver uma luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pelo comentário, meu caro, de verdade.
      pelas dicas tb, esterei atento a qualquer oportunidade em Pernambuco. mas infelizmente eu não acredito q eu sairei deste fundo de poço em q me encontro, até pq estou mto sem forças de tentar escalar sabe?

      Excluir
  25. tá precisando melhorar este astral amigo! lembre-se de que o mundo não para se a gente tá mal ou se a gente não estiver mais nele. então, já que estamos aqui, que tal aproveitar e fazer algo pra mudar a situação? é difícil, é complicado, é duro, é árduo. mas se esforçar e dar o primeiro passo é essencial pra mudar as coisas. boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não qro q o mundo mude, não tenho esses desejos de grandeza, qro só descansar, e como sei que é impossível os pulsos seria uma boa saída. infelizmente eu não consigo mais dar o primeiro passo pq não tenho mais pra onde ir.

      Excluir
  26. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk euri

    ResponderExcluir
  27. nesse exato momento estou a ponto de tentar suicídio pois nada na minha vida da certo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, eu entendo o que vc está passando e te daria esse conselho: se vc não está com coragem de fazer agora, neste exato momento, se veio aqui esperando que eu te desse algum tipo de esperança, então não faça, pq vc não está decidido ainda. eu não posso te oferecer felicidade nem promessas de que as coisas vão melhorar, eu posso te oferecer meu e-mail: le.foxx@hotmail.com e prometer que posso ser um bom amigo que vai te ouvir sempre que vc precisar...
      espero que vc escreva.

      Excluir
  28. e fazer questão de suicidar escutando pitty minha cantora mais que favorita

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway