Google+ Estórias Do Mundo: PRESENTE: Sedutor Acidental

quarta-feira, 18 de outubro de 2006

PRESENTE: Sedutor Acidental


Minhas maiores conquistas não foram propositais. Na verdade, parece que quanto mais me interesso pelas pessoas, menos elas se interessam por mim. Contudo, ironicamente, fico comumente com homens que para todos, até aquele momento, era heterossexual. Desperto neles um interesse estranho. Uma vontade nova. Como faço isso? Fácil. Extremamente fácil. Vocês não sabem como é fácil.
Normalmente o que acontece é eu conhecer um cara através de uma das minhas amigas. Ele fica com F, ou com M, ou com D, ou ficou algum tempo atrás. Bem, sendo assim, eu não costumo nem prestar atenção nele. Ele é hetero. Não tem porque fantasiar qualquer coisa. Mas, de repente, não mais do que de repente, algo acontece. Um olhar. Um toque. Um sorriso. E noto a diferença.
Uma vez perguntei a um deles, B, o porquê disso. Ele explicou que sou fascinante (palavras dele). Que meu bom humor e inteligência (palavras dele) envolvem a pessoa e dali a pouco o cara só pensa em comer a minha bunda gostosa (é, também palavras dele).
Acho que minha inteligencia já envolveu muitos. Estou me especializando em "heteros". Alguns chegaram até o fim, de outros eu fui apenas o primeiro homem que eles beijaram. Não esqueço de V, indo comigo até o bar numa rave, me dizendo que se um dia fosse ficar com um homem, seria comigo. Eu corei na hora. E ele não deixou de notar. "Fique vermelho não, senão eu não me controlo". É, eu ainda fico vermelho.
Mesmo com os namorados de amigas soltando indiretas sempre que elas saem de perto. H: mostrava os músculos pra mim. Ou eles me paquerando pelo retrovisor do carro. J: um amigo meu que estava no carro ainda chegou a perceber. Namorados de amigas tentando tocar em mim como quem não quer nada. F: chegava a ser chato de tanto q tentava passar a mão em mim.
Sim, terminei o texto me achando o máximo. Quando eu tiver com baixa auto-estima vou vir aqui. Ler esse texto de novo.

6 comentários:

  1. o_O!
    Caraca, realmente, você é uma puta, e eu não sou santo! brincadeira... Como dizem uns amigos meus: Me diz que mel sua mãe passou qnd vc era peuqeuno que atrai tantos homens? [na verdade, eles dizem mulheres...]

    Ainda mais héteros, q algumas vezes são mais tesudos que os gays... Mas que sortudo heim... e ainda por cima é fácil! auhaiuhaiuha Tenho que aprender com vc!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Aoow Lenin!
    Queria ter ficado mais no MSN, mas tive que ir dormir... Acordei com tanto esforço no outro dia, pensei q ia morrer aiuaiua [ainda mais indo para academia...]

    E vc é professor? Vc num tinha me falado isso!! De que matéria? Se for de Biologia, te mato!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Ahh e Três coments do Marcelo é um luxo, não?
    [agora vc tem tres meus, que tb eh um luxo!]

    ResponderExcluir
  4. Que ótimo conquistar caras assim isso é bom...os grandes amores surgim assim, vêm do nada, de quem a gente menos espera..Ótima semana em curso pra ti.Bjs

    ResponderExcluir
  5. História!!! Ainda bem, pois se fosse de biologia, minha tese de que professores de biologia são loucos estaria certa... tenho um professor que sabe a tabela periodica de cor... uma que é uma perua velha que acha que faz sucesso... e um primo que é professor que não bate muito bem da cabeça...

    E caralho!!! 4 comments meus!!! Será q isso é chique?

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. LE...
    |
    Amor de Minha Vida gay! Que forte isto!
    |
    Enfim.. MEu primeiro Amor era hetero.. sera? sorrisos.. Me Deu um beijo Durante um filme porno hetero, Depois me arrastou Para uma punheta.. 2 horas depois eu beijava O RAFA... Que tbm era hétero, um dia depois o Finha em chantageava dizendo Que se eu nficasse com ele ele iria contara todos.. claro Que fiz um sacrificio..
    |
    Ai Ai.. Detesto namorados de amigas sacanas.. Mais fiquei COm o André namorada da daiane.. ele era gostoso.E beijava bem.. Enfim.. passado!
    |
    Guri bjos

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway