Google+ Estórias Do Mundo: Quando Teu Destino Te Alcança...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Quando Teu Destino Te Alcança...

, em Natal - RN, Brasil
Não é inveja, juro que não é. Segundo o dicionário, inveja é desejar aquilo que o outro tem, e odiá-lo por ele possuir aquilo que você deseja. Eu não odeio meu irmão. Agora você deve estar se perguntando do que eu estou falando, não é? Meu irmão, o caçula, se mudou hoje de casa. Saiu porque ele foi aprovado em um concurso e vai ser professor em uma escola técnica federal. Good for him! E agora ele está montando a casa dele, levando coisas para sua nova casa, na cidade que ele vai começar em um novo emprego, federal, que vai pagar bem, e eu não sinto inveja. Não é isso que eu sinto. Mas me sinto mal, admito, infelizmente me sinto. Estou vendo ele realizando meu sonho, enquanto eu voltei para a casa dos meus pais, vivo, agora, completamente dependente deles, o extremo oposto. 
Lembro de uma conversa que eu tive com um amigo, anos atrás, que às vezes eu pensava que um dia me restaria estar na casa dos meus pais, para cuidar deles na velhice, enquanto meus irmãos sairiam pelo mundo cuidando de suas próprias vidas. Que a mim não estava reservada uma vida própria, que eu só poderia viver a vida dos outros. Lembrei também da minha adolescência, de meu autoimposto ostracismo quando, com vergonha de ser gay, eu evitava sair de casa, e do portão de casa eu via os meninos da minha idade com seus amigos, suas namoradas e suas festas. Agora vejo isso acontecendo de novo. Não tenho saído, por falta de amigos e por falta de dinheiro. Não posso pedir aos meus pais, aos 30 anos, dinheiro para balada, não é certo.
A sensação, no fundo, é de quem nadou, nadou... e não é que eu morri na praia... Não! Eu nadei, nadei, nadei, e quando cansei, eu percebi que não havia saído do lugar. Voltei a casa em que eu nasci, para debaixo da asa dos meus pais, que felizmente ainda existem (imagine se eu tivesse saído do armário para eles! o que teria acontecido comigo agora após esse fracasso monumental?), para cumprir minha tarefa cármica, essa deve ser a explicação: abrir mão da minha vida, e como Deus é bondoso eu nunca tive uma para não sofrer quando a perdesse. 

67 comentários:

  1. Entendo seu sentimento e acho até nobre da sua parte admiti-lo!!! Mas amigo.. Ainda tem muita lenha pra queimar... Ainda não acabou....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não quero ser do contra, Gato, de verdade, eu só estou sendo sincero, é o que eu sinto, não é apenas para irritar: mas ainda tem o que queimar? ainda não acabou? eu tenho minhas dúvidas, não acho q existe lenha, acho que já terminou sim.

      Excluir
  2. Foxx... não temos muita intimidade, mas, você disse que voltou pra casa. Isso significa que você também já saiu, alçou seus vôos e dê graças... você voltou ao "seu lar", seu porto seguro. Cada coisa acontece a seu tempo e você é jovem. Como disse o Gato... você tem muita lenha pra queimar e se for para seu bem novas oportunidades surgirão e você lutará por elas com toda garra. A falta de grana.... rapaz...tô desempregada a 4 anos... Você "TEM UMA VIDA"... valorize-a. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. margot, o problema é exatamente este... isto q eu vivo não é vida.

      Excluir
  3. Olá FOXX!

    Eu vou ser muito sincero contigo. Eu vivo numa situação parecida com a tua. Muitas vezes me questiono tal como tu fazes. Mas, houve um dia em que bati com a cabeça na parede e finalmente mudei minha forma de ver as coisas. Não é errado termos esses Karmas que tu falas. Também não deixamos de viver por causa disso. O que muda mesmo é nossa forma de viver, de lidar e de ver a vida. Aconselho-te a reflectires nisto:

    "De que forma posso servir meu propósito de vida?"

    Quando descobrires como podes servir, o teu Destino e a vida te servirá em retorno.

    E a vida aí, começará a sorrir para ti! ^^

    Um abraço :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como eu posso saber meu propósito de vida, Hórus? por ex, eu sempre achei que devia correr atrás dos meus sonhos, que aquilo, q meus objetivos seriam meus propósitos, mas descobri que não, pelo jeito os meus objetivos me levavam para os caminhos q me afastariam desse carma. por isso eu fui arrastado de novo para essa vida, de volta pra ela, ACHO. pelo que vejo, hoje, meu propósito, tudo indica, que seja eu ficar sozinho e cuidar dos meus pais qndo eles ficarem mais velhos. vivendo uma vida... qr dizer... sobrevivendo, sabe? qndo vc tem dinheiro só pra não passar fome mesmo?

      Excluir
    2. Infelizmente sei sim...

      Sabes onde começa o teu problema? Na tua auto estima! Há quanto tempo não te olhas ao espelho e sorris para ti mesmo? Aquele rapaz ali sorrindo para ti, és tu! Ele tem sonhos, ele quer amar e ser amado! E sabes a melhor? Ele vai conseguir! Só que por vezes, a vida nos obriga a parar no caminho. Não é recuar. É parar mesmo. A vida faz isso para que a gente possa pensar naquilo que realmente nos faz feliz. Desconfio que tu não serias feliz se tivesses de ir trabalhar para muito longe, ou mesmo outro estado. Assim, o primeiro passo é "recarregar" a tua auto estima. Quanto ao teu propósito de vida, basta seres como és, agindo naturalmente. Ele virá ter contigo quando fores assim. :3

      Excluir
    3. não faz muito tempo que eu aprendi que autoestima significa vc acreditar que é capaz de fazer qualquer coisa que se propôs, de fato, meu problema é este, Hórus, eu não acredito mais que eu possa conseguir qualquer coisa q eu me dispuser a fazer, mesmo tentando com todo afinco e com toda força possível, eu aprendi neste últimos anos que existem milhares de coisas q são totalmente impossíveis. e nisso incluo meus sonhos. meu grande problema, na verdade, eu acho que é o orgulho! eu preciso é parar de lutar pelo q eu gostaria de fazer e abraçar essa vidinha de merda que sobrou pra mim, afinal é o máximo que eu posso ter.

      Excluir
    4. Não digas isso...

      Tu, como toda a gente tem direito de ser feliz!

      Talvez tenhas tentado no momento errado da vida, "dado bola" para pessoas que não mereciam...não sei. O que sei é que ainda vais a tempo.

      Eu sei que estás triste. Que te sentes derrotado. Mas, olha só quantas pessoas acreditam em ti! É aí que começa a nossa força e a nossa auto estima começa a crescer, ainda que só um pouquinho. Tu leste o poema que levei ao concurso do Sad Eyes. No meu post seguinte, eu conto a história que está por detrás daquele poema. Quantas vezes eu não pensei em desistir? Mas não pude. O Destino não me deixou desistir. Primeiro pelo Nuno, depois por mim mesmo.

      Eu também tenho muitos sonhos traídos. Traídos pela Vida, pelo Destino, pelas pessoas que me rodeiam. Mas sabes quem é o maior culpado disso? Eu mesmo. Criei muitas expectativas em relação aos outros. Projectei neles algo que estava sempre dentro de mim e que eu tinha carência: amor próprio.

      Houve um dia que me dei conta disso. E foi aí que decidi começar a lutar. Por mim, não pelos outros. Claro que isso nem sempre é fácil. Vou muitas vezes abaixo. Mas, faz parte do sistema, faz parte da vida termos momentos e fases menos boas também. Desse jeito, quando temos momentos bons, a gente valoriza-os muito mais. E consegue fazê-los perdurar mais tempo também.

      Vale a pena sorrires para a vida.
      Vale a pena lutares pelos teus sonhos.
      Vale a pena cuidares de ti mesmo.
      Ama-te primeiro.
      Sente amor e orgulho por ti mesmo!!

      Não tens de ser igual ao teu irmão, ao teu ídolo, ou ao teu vizinho. Tu és tu. E é assim que quem te conhece gosta de ti! Por seres tu mesmo. Escreves um blog tão bom! Valoriza os teus pontos fortes! ^w^

      Excluir
    5. pois é, você fala q o destino não te deixou desistir. pois o meu me faz é ter vontade de cortar os pulsos todos os dias. eu concordo com você, que meu problema é que eu criei expectativas demais mesmo, projetei meus sonhos, apostei todas as minhas fichas nestes sonhos e quando eu os vi impossíveis de serem realizados, me vi sem saída. mas em momento algum eu apostei em outras pessoas, tudo q eu apostei dependia exclusivamente de mim, e eu fui lá e fiz, porém, os resultados não deram em nada. não serviram de nada, mto pelo contrário, me jogaram foi nesse túmulo que vivo agora.
      infelizmente não tenho nada na minha vida que valha a pena sorrir ou lutar, e sobre o amor, este também eu nunca conheci. apesar disso tudo, eu tenho mto orgulho de quem sou, essa é a ironia de tudo, eu tenho mto orgulho de qm sou, mas nenhuma das características q eu tenho, das quais me orgulho, me renderam coisas boas. todos os pontos fortes que vc mesmo falou nunca me serviram de nada. ironia não é?

      Excluir
    6. Já pensaste que talvez não te conheças tão bem quanto pensas? Essa dor que descreves é comum a todos nós, quando nos sentimos tristes, abandonados e sem rumo. Mas, aí entram aqueles que nos querem bem. Tu tens amigos, não tens? Tens pessoas que gostam de ti do jeito que tu és, certo? A vida é para ser vivida a 2, a 3, a 4, a muitos mais! sozinho é que não dá! quem julga que pode vencer este jogo sozinho, está muito enganado! E contra mim mesmo falo: passo muito tempo sozinho comigo mesmo, falando com os meus peluches e botões. Estou habituado a estar sozinho. Estou habitado a não pedir ajuda para resolver os problemas. No entanto, por vezes eu tenho de pedir ajuda. eu tenho de recorrer aos outros, pois sozinho não sou capaz. Não o faço mais vezes por uma questão de orgulho próprio e de não querer chatear as outras pessoas. Mas sei que devia procurar a ajuda deles mais vezes. aos poucos eu tenho mudado isso. Eu acredito que tu vais conseguir sair desse poço onde te encontras agora. Eu estou aqui para te escutar e ajudar no que puder. e todos os restantes blogueiros que te lêem também! Conta com teus pais e amigos também, até com teu irmão. Não tenhas medo! Tudo ficará bem! Um abraço :3

      Excluir
    7. Gostaria de partilhar este vídeo contigo. Espero que te ajude! ^w^

      http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Z9hgXEEs2xM#!

      Excluir
    8. bem, tenho duas coisas a dizer: primeiro, infelizmente eu estou sozinho aqui. meu contato com pessoas tem sido unicamente virtual, como disse no texto, não tenho amigos aqui. não tenho companhia aqui e nem a quem pedir ajuda.
      a segunda coisa, sinceramente eu fiquei ofendido com esse vídeo. vc quer dizer q meus problemas não são nada comparados ao do Emmanuel? sim, vc está certo, não são nada. mas é no mínimo insensível dizer que pq eu não sou ele, eu não tenho direito a sentir as minhas dores também.

      Excluir
    9. Desculpa, não queria ofender-te com o vídeo. O que eu queria mostrar-te é que todos os problemas são relativos...

      Excluir
    10. exato, Hórus, quando vc diz q os problemas são relativos significa q precisamos estabelecer uma relação para dar-lhes uma ordem de grandeza. meus problemas em relação ao Emanuel, do video, são realmente muito pequenos; mas os meus problemas em relação A MIM são grandes. estou errado?

      Excluir
  4. assino em baixo ao que o Hous disse! Vivi assim até meus 31 anos e aí bati com a cabeça na parede e mudei! Mudei da minha maneira, continuo aqui carregando a família mas sem desistir da minha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mudou o q? simplesmente não entendo o q vc quis dizer com isso.

      Excluir
  5. Então, ele se mudou e panz! Mas ele fez o concurso, certo? Essa é uma diferença, entre vocês dois, neste momento. Ele conseguiu o emprego bom, que paga bem, que está permitindo que ele saia da casa dos pais, porque fez o concurso e passou. Você também poderia ter feito, ter passado e estar vivendo isso. Então, não é uma coisa cármica, ou predestinada o que vc está vivendo, é apenas uma questão de circunstâncias, que eu ainda acho, que vc não quer modificar, por puro comodismo, Lenin, que vc insiste em dizer que é cansaço de lutar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, me desculpe, mas como vc se atreve a dizer q ele fez e passou e eu não fiz? eu fiz o mesmo concurso, ele fez a prova dele em uma sala, eu fiz a minha em outra, ele passou e eu não. neste semestre eu fiz 5 concursos já e vc tem a petulância de dizer q eu não consegui por comodismo?

      Excluir
    2. Ora, com a petulância de quem não leu isso no texto, de quem não tinha a informação para dar uma resposta diferente da que foi dada. Vc reclama que não tem dinheiro do mesmo jeito que já reclamou do salário que uma escola te pagaria para trabalhar, pra vc que tem doutorado. Sabe, concordo com vc, o salário é baixíssimo, mas fica incoerente vc se recusar esse pouco e reclamar que não tem dinheiro. Enfim, é o que eu penso. Você não concorda e nunca chegaremos a um denominador comum. O que há de se fazer, não?!

      Excluir
    3. desculpa, mas com a petulância de quem presumiu algo e não soube nem pedir desculpas por estar enganado, não é? outra coisa, não é incoerente coisissima nenhuma, se eu estivesse em um trabalho recebendo 278 reais por mês eu estaria hoje fazendo o mesmo post, não mudaria nada.

      Excluir
  6. vendo vc escrever isso acho que sou egoísta, por que eu sempre pensei em mim, bom eu também sempre desejei ser independente, mas eu não pretendo voltar para a casa dos meus pais, eu pretendo no futuro trazer eles para morar comigo, afinal família é tudo o que temos e que vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc fala como seu tivesse decidido mudar minha vida toda pra cuidar dos meus pais, e não como se isso não fosse a única opção q eu tenho...

      Excluir
  7. a gente sempre projeta um futuro hollywoodiano, mas às vezes ele vira uma novela mexicana mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. definitivamente o melhor comentário até agora. hehe

      Excluir
  8. Tenho medo de isso acontecer comigo. De uma forma ou de outra, tem sempre uma maneira de você mudar essa situação se você realmente não quer vive-la. Se você ainda não sabe, pense. Que você é inteligente e criativo para pensar numa saída, isso é fato, todos aqui que te acompanham sabem disso. O que falta é só um pouquinho de boa vontade, e sangue frio é claro, porque tem sempre a chance de dar tudo errado, e se decepcionar consigo mesmo, por mais de uma vez, é mais do que frustrante, é insuportável. Mas que adianta viver com medo de quebrara a cara? Talvez não seja melhor viver quebrando a cara repetidas vezes? Pelo menos emoção na sua vida não vai faltar...

    Um beijo, Foxx... Até

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não, Júlio, não é melhor viver quebrando a cara repetidas vezes, isso nunca é bom. e falo pq é exatamente isso q eu vivo, pq eu tentei, tentei e continuo tentando na verdade, e continuo quebrando a cara e isso não torna minha vida cheia de emoções não, isso torna minha vida cheia, apenas, de frustração.

      Excluir
  9. Oi ... Algumas dessas situações me são um tanto familiares. Confesso que lendo o que escreveu calei. E te compreendo. Agora, convenhamos ... Há muita água para correr por debaixo da ponte ainda. E para você raposa: "O que é preciso fazer? perguntou o príncipe. É preciso ser paciente, disse a raposa." ... Abraços !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas, não existe um momento em que a paciência de todos acaba?

      Excluir
  10. O único conselho que posso dar, se é que é conselho e se é que ajuda, é você continuar insistindo nos concursos e afins. É um momento bem ruim esse seu, concordo plenamente. E não usarei nenhum "mas..." desta vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu continuo insistindo, Edu, por exemplo, agora mesmo estou inscrito em mais 2 outros concursos...

      Excluir
  11. "o Lobo chamando o Cara Comum de coisa linda? eita!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk"

    Uai? Não posso? Sempre chamei ele assim :p

    "eu tenho uma pergunta: vc reclama mto mais do q eu, mas ninguém te xinga aqui de reclamão como xingam a mim, pq?"

    Bom, vou colar aqui os comentários de alguns leitores na mesma postagem:

    Fred - É que é da essência do nosso Lobo isso de reclamar, Foxx! Algo de seu charme... não tem explicação... hahahahaha!

    Margot - Foxx, Lobo não reclama, só faz "observações"...rsrrs. Ele é só um pouquinho "mal-humorado". Normal.Rsrsr

    Marcos - Como recrama esse homi !! Que nada, tem muita coisa boa e elogios escritos ! Boa semana queridão !!

    Rafa - Gente, o que é LUV? Um filme pornô gay? E PÀÀÀrara de reclamar...rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. claro que pode, foi apenas uma observação, não uma crítica. e fato: vc reclama mto. :D

      Excluir
  12. Olha, hoje não vou comentar muito, muito menos falar em conselhos porque também estou num momento quase preferindo desistir. Mas não é a primeira vez, a vida foi mais assim do que de outro modo, e sei que sairei dessa fase. Todos nós sairemos, Foxx. Mesmo que a gente não acredite no momento.
    Posso imaginar como vc se sente, e nessas horas, nada que falemos, nada que ouçamos cola.
    Então, no momento, é apenas estar e remar, sobreviver até a próxima aurora. Felizmente, nem só de noite vivemos na Terra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai está o problema: eu nunca conheci a Aurora.

      Excluir
  13. Sei que minhas palavras nada valem, mas eu entendo a sua dor! Se eu descobrir um caminho (que não seja o definitivo, pois esse tem mais dor ainda) eu conto pra você. É o máximo que eu posso fazer.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. agradeço, meu querido. agradeço.

      Excluir
  14. Quem lê e não sabe vai imaginar que tens uns 500 anos de idade, fio! Você é jovem e isso de "estar" na casa dos pais não é um retrocesso... pode-se chamar momento estratégico, que achas? Tenho certeza que ainda terás "O Direito de Amar"... hehe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem, não acho nada estratégico, Fred, pra mim é sim um retrocesso imenso.

      Excluir
  15. Foxx:

    Querido todos nós vivenciamos momentos difíceis e em alguns momentos um sentimento de derrotismo e fracasso emocional, profissional e sei lá mais o que...ninguém é pleno de verdade não é mesmo? Não quero entrar em maiores detalhes sobre tua vida (não a vivo) mas diria a você que está fase talvez seja de mais instropecção e novas descobertas internas. Você é querido sim, pode ter certeza absoluta. Ninguém é feliz ou infeliz impunemente, existe uma explicação pra esta fase que está vivendo. Um forte abraço e conte sempre com meu carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pelo carinho, qrido. e espero q haja mesmo um motivo para este sofrimento.

      Excluir
  16. Que bom seu irmão ter conseguido. Logo, logo será você. Não tenho nenhuma dúvida disso. Tenho dito.
    [cuidar de seus pais na velhice caberá ou não a você, mas isso independe da vida que você tem e terá]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, é mto bom meu irmão ter conseguido sim. agora se um dia serei eu é mta especulação.

      Excluir
  17. Olha, sei que isso não consola, mas você tem ao menos comida até o fim do mês! Então, dito isso, posso dizer: vamos dar as mãos? E saiba que eu sempre torço por você. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, minha mãe tem repetido isso ultimamente. q eu tenho sorte pq ainda tenho um teto sobre minha cabeça e não tow passando fome. q, segundo ela, eu tenho tudo q quero. pois é, meu problema é exatamente este, eu queria mais do q esse básico, isso q me permite somente sobreviver. mas pelo jeito não posso ter mais nada do q isso.

      Excluir
  18. Não entendeu, Foxxete?
    Calma... tio Fred explica!
    Assim ó... é que aqui no sul se costuma chamar ELE de tico. O diabo? Não. O pinto. Daí o trocadilho com "simpaTICÃO".
    Boa quinta, rapaz!

    ResponderExcluir
  19. Sei como é. Eu, com 18, não consigo pedir dinheiro pra minha mãe (acontece, na verdade, o oposto!)... Não tem como negar que é uma situação chata, mas também não é eterna, Fox. É uma fase, como qualquer outra.

    Agora, em relação ao seu irmão...Putz! Aconteceu isso recenmente comigo e não tem como não se sentir mal... Enfim, o que posso dizer?

    Acho que estamos no mesmo barco! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é bom qndo as pessoas demonstram nos entender, obrigado, Alan.

      Excluir
  20. Mesmo que você estivesse sentindo inveja, não vejo nada de mal nisso, você é humano. Eu, ficaria muito triste se essa situação toda do seu irmão acontecesse comigo.

    Entendo o como você deve estar triste mas, acredito que hoje, apenas torcer para que tudo melhore para você...
    Espero que fique bem.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pela empatia, seu lindo!

      Excluir
  21. Foxx, te entendo com a minha vida. Morei 8 meses depois que deixei a vida religiosa na casa dos meus pais e foi péssimo. Eles são ótimo, para se ir almoçar e voltar para casa. Tem uma série de questões ali que eu não quero mais viver, outras que nem são minhas. Quanto ao emprego: Vc já tentou as melhores escolas? Aqui no Rio para as tops mestrado e doutorado são vistos como um upgrade, inclusive de salário... se quiser me manda teus currículo que eu o encaminho para algumas escolas aqui do Rio. Assim vc consegue um emprego e ficamos vizinhos ;)
    Torcendo muito por aqui viu..
    Bj grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se vc puder, Rafa, eu aceito sim a ajuda.

      Excluir
  22. Cara você reclama demais. Meu Deus, você apenas, reclama, reclama, reclama, reclama, reclama e reclama. Nunca namorou por conta disso. Ninguém aguenta uma pessoa tão pessimista assim. Até imagino as conversas com os paquerinhas: "minha vida é uma merda, moro com meus pais que me odeiam, minha vida isso, minha vida aquilo!" Caia na real filho! Quem muito escolhe fica sem nada. Se vc recusou o péssimo emprego de 200 e poucos reais será que se depois dele vc não pegaria um bacana que desse pra te sustentar?! São escolhas e as suas são sempre negativas visando o vislumbramento, a riqueza e a beleza inexistente. Ninguém mais vai ficar com vc. Um cara tão pra baixo que olha dá pena, isso, pena, toda vez que o vejo escrever sobre as coisas aqui. Vc não faz por onde, vc não reage as situações, apenas fica inerte esperando a morte chegar, na boa! Príncipe no cavalo branco pra vc não existe mais. Vc tinha que tomar um choque de realidade, quantas pessoas com nível de escolaridade superior ao seu se viram nos 30 para conseguir reerguer e depois partem pra um emprego melhor, quantos fazem escolhas por trabalhos que sabem que pagam menos, mas a rede de contatos será enorme, me poupe do seu discurso de "oh vida, oh azar". Se seu irmão passou mesmo vcs fazendo a mesma prova vou pq ele se empenhou mais que vc isso é um fato. Então não me venha com esse papinho. Acorda Alice, Acorda!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sério q a pessoa acha q eu conto meus problemas para "paquerinhas"? adoro qndo estes anonimos envolvem alhos com bugalhos tentando me atingir. pq, convenhamos, foi pra me atingir que a pessoa disse fala: "a riqueza e a beleza inexistente", não é? me chamou de pobre e feio, ok. ainda conclui o que eu já sei q ninguém mais vai ficar comigo tentando me atingir. eu já sei disso, querido anônimo, eu não vou me ofender pq vc disse q eu vou ficar sozinho.
      e eu faço por onde sim, reajo a situações, infelizmente, nada do q eu fiz até agora deu certo. eu me empenhei o quanto eu consegui, por exemplo, neste concurso em q meu irmão passou, inclusive, contando a estória em detalhes, eu fiz esse concurso em um domingo, e viajei no mesmo dia para na segunda prestar outro concurso na Paraíba, então, não me venha (agora é minha vez de falar) com esse papinho de que eu não estou lutando para melhorar de vida.
      sobre reclamar, meu querido, ainda é meu blog não é?

      Excluir
  23. Meu querido, peço mil desculpas por não estar aqui para comentar sua postagem, porém estou completamente atolado de trabalho hoje e mesmo estando doido pra ler não posso :( . então venho prestar esclarecimento sobre meu texto que causou confusão.

    Nesse link está à explicação sobre a presença de Mauricio RS
    http://www.decaranoarmario.blogspot.com.br/2012/04/como-critico-literario-e-principalmente.html

    PROMETO vir aqui comentar decentemente sua postagem assim que esse caos passar.

    ResponderExcluir
  24. Querido Foxx, obrigado pelo apooio.
    Estou precisando de ums férias, é isso.
    Férias, sim, mas não vou deixar de vir aqui acompanhar você.
    E vc não é lamentoso, é substancioso. o que é muito diferente. E escreve para dezenas de comentadores.
    Um é um, outro é outro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. meu medo é isso acontecer cmg. nadar, nadar, mas por algum motivo do universo nunca chegar a lugar nenhum.

    como se nenhum lugar coubesse a mim.

    eu sinceramente não tenho muito o que dizer sobre pq só pela possibilidade disso acontecer comigo eu ja estaria bem frustrado.

    lutar, por puro otimismo, contra a realidade de td dar errado é coisa de protagonista de novela e de filme de hollywood.

    não nasci p isso e entendo q talvez vc tb nao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "lutar, por puro otimismo, contra a realidade de td dar errado é coisa de protagonista de novela e de filme de hollywood." DISSE TUDO!

      Excluir
  26. Sair de casa é um anseio legítimo, mas que nem toda a gente consegue realizar no tempo certo.
    Não quer dizer que não tentes arranjar um trabalho, mesmo que não dê para sair de casa, mas para não estares totalmente dependente dos teus Pais; mesmo que seja pouco, já alivia. E depois continua procurando algo melhor.
    E, outra coisa, é urgente arranjar um ou dois Amigos reais e bons, pois isso é fundamental para a tua felicidade. Claro que não me estou a referir a sexo, mas a Amizade, mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo, João, mas o fato de eu saber q preciso arranjar um trabalho faz ele aparecer? e principalmente, realmente amigos reais e bons salvariam a minha vida, mas qm disse q é possível consegui-los?

      Excluir
  27. Será q fracassou mmso?
    Ou será q ainda tá nadando?

    Pensa q isso é temporário.
    Temporário! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, eu fracassei sim. totalmente.

      Excluir
  28. amigo Foxx, eu sou bem sucedido na minha área, tenho um salário acima do nivel de mercado, mas mesmo assim eu me sinto nadando e morrendo na praia. fico achando que não fiz o suficiente da minha vida e nem criei o networking necessario pra me projetar. e fico me perguntando o que vai ser da minha vida, nao fiz um planejamento, pois o que faço agora me pegou desprevenido, nao tava pensado, pulei muitas etapas e fico temeroso pq nao consigo projetar o proximo passo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. desculpa, mas o nome disso é chorar de barriga cheia...

      Excluir
  29. O rei do drama é realmente O REI DO DRAMA, caralho... mas então, voltando pra vc... vc tem 30 anos, e acha que já nadou o suficiente? Ainda tem um tempinho para nadar e sair do lugar né. Aconselho continuar nadando e nadando e nadando.

    E outra pergunta, qndo tem estas tais provas de universidade, que vc tem todo o preparo para fazer e ser o melhor, vc tenta passar? Tenta seguir seus sonhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. primeiro, não sei se tenho forças pra continuar a nadar, este é o problema...

      segundo, eu tenho tentado sim, sempre q aparece um concurso q eu, pela minha formação, posso fazer eu tenho tentado.

      Excluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway