Google+ Estórias Do Mundo: O Que Significa Ter Autoestima?

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O Que Significa Ter Autoestima?

, em Belo Horizonte - MG, Brasil
Pensava eu cá com meus botões, e com meus seguidores do Twitter, o que significa uma pessoa ter autoestima? Por aqui eu sempre fui acusado de não a ter e, me peguei pensando, o que diabos significa "não ter autoestima"? Perguntei então no Twitter o que significa ter esse monstro e as respostas me deixaram confuso em vários momentos. Recebi respostas como: "significa se achar lindo, chegar na boate e pegar todo mundo"; li também que seria "se amar" e que "se amar é ter autoestima" (adoro respostas circulares!), também me disseram que "é estar confortável consigo mesmo em qualquer situação, se apreciar e se amar em qualquer circunstância". 
Note-se que estas definições circulam dentro do mesmo campo semântico, do amor-próprio. Os meus seguidores do Twitter me diziam, então, que uma pessoa que não tem autoestima é uma pessoa que não gosta de si mesmo, que não se sente bem com quem é. Sob esta ótica, eu não conseguia concordar que eu tenho algum problema de autoestima. Eu estou muito feliz com quem sou, com minha aparência, comigo. Acho-me bonito, gostoso, inteligente, inclusive sou muitas vezes acusado, aqui também, de não ser modesto. Ou seja, eu não tenho nenhum problema de amor-próprio. 
Porém um dos meus seguidores mandou-me a definição do dicionário Priberam. E no dicionário dizia, exatamente: 

autoestima 
(auto- + estima
s. f.
Apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios atos e pensamentos.


E aí sim eu me coloquei a pensar. O amor-próprio que todos falaram antes é uma parte da autoestima, pois ela é composta por um apreço que temos por nós mesmos, o que permite que nos valorizemos (por isso um dos meus seguidores, inclusive disse que autoestima significa "saber a hora de dizer adeus"). Contudo, e aí consistia meu engano, autoestima significa também que a partir desta valorização de si mesmo a pessoa consiga confiar nos próprios atos e, portanto, conseguir qualquer coisa que queira (procurei meus amigos psicólogos e minha terapeuta para confirmar esta definição e eles concordaram com ela). E eu, agora faço a mea culpa, eu realmente não acredito que eu seja capaz de conseguir algumas coisas que desejo. Algumas coisas não, uma coisa: namorar. Então, em teoria, sim, eu tenho um problema de auto-estima, apesar de não ter nenhum problema de amor-próprio, pois eu realmente não acredito que eu seja capaz de conseguir algo que desejo.
Bem, os processos de cura começam quando você reconhece a existência de um problema, não é? Então minha pergunta agora é: como recuperar a minha autoestima se, de fato, eu não consigo namorar, e esse é o problema que eu não acredito que sou capaz de resolver? Você é capaz de criar uma crença de sua capacidade de conseguir algo mesmo se toda vez que você tenta nunca consegue? O que eu preciso é de uma vitória neste campo para acreditar novamente que sou capaz disso também, mas como conseguir essa vitória? Mas, de fato, devo agora admitir, foi essa racionalização (não tenho namorados logo ninguém gosta de mim logo ninguém nunca virá a gostar) que corroeu minha autoestima.

25 comentários:

  1. um exemplo de autoestima que eu sempre pego é de mulheres gordas que usam roupas bem justas e se acham gostosonas, nesse caso é pura autoestima, e eu admiro muito quem tem!!!
    em algumas coisas eu tenho autoestima em outras não, varia muito do dia também, não é uma coisa constante, mas no meu caso fica muito mais em torno de beleza e da aparência física.

    ResponderExcluir
  2. Definitivamente, não tenho autoestima.

    Devo me matar?

    ResponderExcluir
  3. Poxa, muito bacana sua postagem e concordo com a linha de raciocínio que você desenvolveu... A questão de não ter auto-estima, tem haver com essa questão de achar que nunca seremos merecedores de ter algo que gostaríamos...

    É entender que as vezes as coisas não acontecem por culpa do outro e não por nossa "culpa"! Você não namorar, não é só por alguma coisa com você, há também uma parcela pertencente às pessoas que estiveram contigo...

    Valeu pela visita e elogio lá no bloguinho!

    Abração!

    ResponderExcluir
  4. isso dá margem pra horas de conversa, com a Tv desligada, sentado aí no sofá da sua sala.

    deu uma vontade disso agora.

    ResponderExcluir
  5. É ai que a gente descobre quem desiste rápido e quem é persistente.

    ResponderExcluir
  6. Nossa... há alguns dias vc disse que não sabia o que escrever e saiu essa postagem gigante... kkkk

    Tava indo bem até falar que ninguém te quer!! rsrs

    Lenços Foxx LTDA , o retorno... \o/

    ResponderExcluir
  7. Eu me atrevo a complementar a definição: "Apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios atos e pensamentos", permitindo-se desejar e achar-se merecedor daquilo que genuinamente deseja.
    Quem verdadeiramente tem autoestima é capaz de dosar sempre as coisas e manter a autoconfiança abaixo da própria arrogância.
    Hoje em dia, é muito fácil disfarçar a falta de autoestima com muitas coisas que a contemporaneidade nos oferece, mas ela continua lá! E pessoas com baixa autoestima jamais aceitam quem a tem verdadeiramente, muitas vezes confundindo-a com arrogância. [aliás, arrogância é sinal de baixa autoestima verdadeira; quem se garante, confia no taco, na própria capacidade, dispensa o recurso da arrogância intimidatória]
    Além de autoestima, preciso, eu, aprender a ter um pouco de sabedoria, o que me possibilitaria ter uma inclinação generosa em relação ao outro, permitindo a verdadeira aproximação. Que, apesar de tudo, exigirá ainda mais sabedoria e autoestima para ser duradoura[enquanto dure].

    A falta de autoestima pode fazer a diferença entre conquistar o que queremos ou não, pode por a perder, e geralmente põe mesmo, todo o potencial que temos. [Aliás, se alguém for assistir ao filme "Os 3", em cartaz por aí, reflita se Rafael não é o cara com baixa autoestima no trio, o que o leva a deixar de conquistar o que queria, perdendo para o autoconfiante Cazé.]

    Em tempo: eu, confesso, nunca tive, não tenho, não sei se um dia terei, autoestima! E sei bem o muito que já perdi, perco e perderei por isso...

    ResponderExcluir
  8. Foxx:
    Acho até complicado você perguntar para as pessoas o que é "auto-estima" porque é uma coisa tão subjetiva, tão de foro íntimo. Cada um vai ter um ponto de vista. Eu tenho pra mim que a auto-estima está ligada ao fato da pessoa se conhecer profundamente como pessoa mesmo. Quando você domina a sua verdadeira essência. Quando adquirimos a capacidade de nos enxergar de forma clara e honesta nossa compreensâo mudo sobre o outro. Bem, espero ter conseguido ajudar...rs.
    Linda semana. Abraço grande.

    ResponderExcluir
  9. Ainda acrescentando sobre sua auto autoestima, com suas próprias palavras > "Nunca que um homem desses vai se interessar por mim...".

    Então, não! Você não tem tanto amor próprio quanto acha que tem. Mas enfim, a vida é um coco. E sei como é. T__T

    ResponderExcluir
  10. Foxx:

    Querido confesso que fiquei um pouco triste com o comentário que me deixou no Lua. Em nenhum momento quis ser indelicado com você, acho que realmente não compreendeu o que eu quis dizer. Nâo acredito que um cara tão inteligente como você pode pensar a auto-estima de forma tão hermética. Em nenhum momento disse que você não tem auto-estima, apenas disse q é um descobrir-se, uma experiência pessoal e instransferível. Lamento que não tenha me compreendido. Minha postagem faz menção ao silêncio como forma de descobrir-se, não estou convocando as pessoas a irem meramente pro mato...rs.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Eu sinceramente não tenho auto-estima, primeiro que me acho horrível, mas isso nunca me impediu de fazer o que eu gosto. Apenas me priva da mesma coisa que você busca que é namorar, mas me acostumei em ser deixado de lado. Não ligo mais para isso.

    Concordo com o Latinha no que ele dia parafraseando você de “achar que nunca seremos merecedores de ter algo que gostaríamos...”

    É bom mesmo não termos tudo, pois se tivéssemos acharíamos tudo chato. A graça está em não ter para ter (o que não significa ter aquilo que deseja (ou que se acha que deseja) – propriamente dito.

    Em respostas as suas perguntas, acredito que retóricas é: tenha algo que eu já perdi faz tempo, que é a esperança. Se você é de alguma religião, aconselho aquilo que definitivamente eu nunca tive que é a fé... Só isso pode lhe dar forçar para continuar tentando.

    Ótimo texto, gostei muito.

    ResponderExcluir
  12. Mas gente, a coisa tb n é tão sessão da tarde assim... Acho que a auto-estima tem a ver com amor próprio sim, com segurança sim, com várias dessas coisas que as pessoas te passaram no twitter, mas tb não dá pra vc poder achar que se eu tenho auto-estima vou ter segurança pra todas as coisas da vida, pk alguém que tem auto-estima pode se sentir insegura em determinados momentos ou em determinados campos da vida....

    Entendo a sua busca pela definição, mas acho que autoestima é daquelas coisas complicadas de ser definidas mais muito claras quando a coisa é pensada pela via do epistemológico.. Vc sabe bem qdo tem ou não... Sabe sim!!!

    ResponderExcluir
  13. Falou o Gato! E o Gato manja.

    ResponderExcluir
  14. Eu não consigo nenhum namorado e nem por isso tenho a autoestima lá embaixo... Ou eu acho que não? Bêaj

    ResponderExcluir
  15. Para mim significa isso mesmo: acreditar em mim.

    ResponderExcluir
  16. Foxx, a postagem anterior foi ficção? Não dá pra entender esta seguida daquela..

    ResponderExcluir
  17. Ai depois disso, me pergunto se alguém tem autoestima, hehehe

    Mas aplicado a você acho que faz sentido. Essa coisa do namoro acabou corroendo setores da sua vida, e ai detonou tudo

    Bjs !

    ResponderExcluir
  18. Cara sem querer me meter, mas ja fazendo isso: não é possível que você seja TÃO afetado a ponto de afastar todos os homens da face da terra.
    Sério, tem certeza que vc nao ta sendo muito exigente ou procurando nos lugares errados?

    Até os caras mais afeminados q eu conheço conseguem algum rolo as vezes...

    Os dispostos se atraem, num é assim?
    Agora, realmente... se vc ficar procurando o amor numa darkroom acho dificil.

    ResponderExcluir
  19. Eu pegador? Aqui é marketing, uhauhauahuahaha

    ResponderExcluir
  20. Foxx como sempre ahazando nos posts ;D

    E diferente do que algumas pessoas fizeram nos comentários, acho que não cabe a mim te dizer uma solução para o problema.

    Acredito que você quer nos fazer pensar sobre o assunto. Acho digno, pois na teoria tudo é tão fácil, colocar na prática que é o verdadeiro desafio.

    Outra questão que merece atenção, é uma comparação que eu ouvi uma vez, uma pessoa recebe aumento no trabalho, passa a ganhar muito mais. Ela pega o contra-cheque e se pergunta:
    "Será que mereço tudo isso?"

    Outro ponto a se pensar!

    ResponderExcluir
  21. Boa tentativa, Raposa matreira... hehehe! Mas comentar sonbre auto-estima é coisa que não faço mais em Blogsville... sabe como é, né? Minha "audácia ególatra" não permite... hahaha! Beijãozão, Foxxito e ótima semana!

    ResponderExcluir
  22. Cara, nunca me achei bonito, sou baixinho, um pouco gordinho, mas eu sou estiloso. Fato! E isso, faz muito por mim do que ser alto, loiro e ter olhos azuis.

    ResponderExcluir
  23. Adorei o post e fazia um tempo que não passava por aqui... E agora te entendo e te vejo de outra forma q a dois anos atrás q é o tempo que a gente "se conhece" e a autoestimna, acredito, é realmente acreditar que pode conseguir o "objeto" de desejo, mas como continuar com ela se as investidas não funcionam?! Te entendo mesmo.
    Abraço e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  24. Que todos sejam(os) então! Amém, Foxxito! Hugz!

    ResponderExcluir
  25. Ah, Foxx, concordo com o que o Gato Van de Kamp falou.

    Mas também acho que vc precisa analisar se vc está realmente feliz consigo mesmo e se vc tem verdadeiro auto-amor, como vc afirmou.

    Quem ama cuida, não é o que dizem? E ter cuidado consigo mesmo também significa se perceber e saber extrair o melhor do que se é. E, para isso não precisa ser bonito/gostoso/inteligente/fodão...

    Se enxergar como "o cara cheio de predicados" não é auto-amor, mas auto-imagem. Se esta não serve para que vc cuide de vc mesmo, a tal auto-imagem é antes instrumento de auto-flagelação (no sentido de "sou tudo isso e mesmo assim não tenho o sucesso almejado") e está bem longe de ser auto-amor.

    Ter auto-amor também é cuidar para que uma coisa ruim da nossa vida não esteja no foco principal de nossa atenção todo o tempo e acabe por ofuscar/anular/destruir tudo aquilo que temos de bom.

    Minha opinião é extensa e não caberia aqui, mas pense nisso, que já é um começo.

    Beijos!

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway