Google+ Estórias Do Mundo: Dialogismos Egodistônicos

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dialogismos Egodistônicos

, em Av. Afonso Pena, 603 - Centro, Belo Horizonte - MG, 30130-002, Brasil
- Bem, eu acho que o grande problema dos relacionamentos gays é a homofobia internalizada, Foxx.
- Como assim?
- É... acho que a maioria desses viados, na verdade, não se sentem aptos a ter um relacionamento feliz. Um relacionamento completo. Acredito que a maioria dos viados deste planeta acham que não merecem um relacionamento feliz porque como são gays não merecem a felicidade.
- A maioria?
- Sim, a esmagadora maioria. Eles acreditam que somente o heterossexual merece ter um relacionamento feliz porque ser gay é errado, então, eles sabotam seus relacionamentos porque na cabeça homofóbica desses viados, eles não têm o direito a felicidade.
- Por causa disso então a promiscuidade, por exemplo?
- Olha, eu sei bem que você está querendo me pegar de calças curtas com essa pergunta. Sei que a única resposta que você vai aceitar é que a promiscuidade não é ruim, porque você acha que a acusação de promiscuidade não passa de machismo embutido, contudo, você há de concordar comigo que o comportamento promíscuo existe e, p'ra mim, esse comportamento é resultado desta homofobia sim. Esses viados não são promíscuos porque querem fazer sexo com o maior número de pessoas possível, eles fazem sexo com o maior número de pessoas possível para serem promíscuos e assim fugirem de relacionamentos.
- Você acha mesmo isso?
- Acho, Foxx... acho sim. Obviamente não são todos os gays que sofrem desse problema, mas a grande maioria, pelo menos. Afinal, somos educados a achar que ser gay é errado, não é?
- Será?

34 comentários:

  1. aahhh Foxx.. N apoio n.. Primeiro por que a cara da família n inclui a minha.... Segundo que a família dela n merece isso, pk n é uma família filha da puta e é sempre a quem ela recorre... N apoio e acho deprimente quem negligencia os seus por causa de um piru, PRA MIM, homem nenhum vale isso!!!

    ResponderExcluir
  2. Qto ao seu post...

    Amiguinho psicanalista, né??? Viajaaammm... sempre viajam..

    Tb acho que a homofobia de boa parte dos gays atrapalham a manutenção dos relacionamentos., mas n nesse sentido.. Acredito que o ideal gay acaba por se tornar um homem no modelo mais antiquado e machista pk é oq se vincula a virilidade... Daí é akilo que escrevi no penultimo post lá do blog.... Preocupa-se mais com a maneira que oc ara vira o olho, a música que ouve e o timbre da voz do que com valores como caráter, companheirismo etc etc etc...

    Agora.. Nada contra promiscuidade, acho que ela pode existir inclusive em relações saudáveis e de respeito multo, desde q tudo ocorra em comum acordo...

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei da fala do rapaz. Acho que merece um segundo olhar. É muito difícil generalizar, mas há muita internalização de preconceito sim. Você não acha? Inclusive, li (sei lá onde) que isso em parte pode ser explicado como um estratagema de defesa. Assimilar o comportamento do dominante para ser menos oprimido. Do tipo: se eu sou gay mas sou machista, então, isso faz de mim um gay mais afim com os dominadores, portanto, um alvo menos importante de preconceito, estigmas etc.

    Claro que tudo num nível inconsciente, internalizado.

    ResponderExcluir
  4. Essa é o tipo de conversa que rola nas madrugadas no MSN...
    Mas o garoto não está totalmente errado, mas acho que a auto-sabotagem não é exclusividade dos gays.

    Abcs, seu implicante chato!

    ResponderExcluir
  5. Eu sou promiscuo e não fujo de relacionamentos. Eu apenas ando beijando sapos em busca de um príncipe. Pelo menos eu acho que um dia vou achar um príncipe.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. vivem dizendo que eu saboto meus relacionamentos.

    no meu caso eu vou mais longe, eu me saboto pra nem ter relacionamentos.

    não sei se essa sabotagem tem algo a ver com ser gay e achar que gays não merecem felicidade.

    eu me saboto mesmo pra poder me fazer de vítima, isso não é segredo p ninguém.

    ResponderExcluir
  7. Só não concordo na parte em que seu amigo justificou a promiscuidade do 'viado' com a fuga do relacionamento.
    Como ele bem disse, somos todos educados desde sempre a considerar a homossexualidade um erro e, pra mim, aí está o problema: cultural.
    A consequência daquela educação é o gay crescer e fazer sexo escondido; clandestino: dos pais, dos "amigos" e colegas de escola; de todo mundo.
    Quando resolve assumir, já existe um comportamento adotado que somente um relacionamento sério, forte e duradouro poderá desfazê-lo.
    Outro ponto que todo mundo esquece de apontar em assuntos como este é que há tantos caras héteros, casados ou não, promíscuos por aí. Tanto quanto. O homem, gay ou hétero, tem uma maneira diferente das mulheres de encarar o sexo. E isso não é machismo. É um fato.

    ResponderExcluir
  8. Complementando: O machismo é também cultural e é também consequência daquela educação torta que recebemos desde sempre. Portanto, se torna um fato.

    ResponderExcluir
  9. È sempre bom aterrisar num canto onde paramos e refletimos assuntos que vendo de uma otica diferente...ate parece absurdo...mais aqui vejo que o absurdo é n pensar por essa visão...lendo o texto vejo que muito de verdade pula dessas linhas...mais nem seria necessario ler tal texto por que a historia estar bem ali ao seu lado...só na vemos por que fingimos n ver...

    Ademerson Novais de Andrade

    ResponderExcluir
  10. Eu acho que faz sentido, viu?

    Penso que quem exagera e faz da sua orienteção sexual uma bandeira a tremular 24 horas por dia, tem dificuldades em se aceitar.

    Sei lá, mas é o que sinto.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Eu acho que a promiscuidade tem muito mais a ver com ser "homem" do que "viado", em termos do que nos foi ensinado. O problema é que homem com homem dá lobisomem e essa educação não inclui a parte do "você vai comer todo mundo... mas o outro também!". A idéia é a de que o homem tudo pode e a mulher fica em casa com as crianças.

    ResponderExcluir
  12. concordo com vc ... para mim a promiscuidade é inerente ao ser macho o q tb acomete os viados ... ao homem tudo é permitido ... quanto a fugir de relacionamento talvez passe realmente por aí a questão mas vejo tb outo aspecto ... é q, nós gays insistimos em querer, a todo custo, reproduzir um tipo de relacionamento hétero, um relacionamento q necessariamente tem q ser adequado à outra realidade ... não construímos queremos copiar e não funciona.

    ResponderExcluir
  13. Sei lá, acho nada a ver... Eu acredito que mereço a felicidade, sinceramente... e EU serei feliz u.u

    -> Como sempre você sendo o primeiro a comentar no meu blog né...? rs

    Beijos. Te adoro.

    ResponderExcluir
  14. Não concordo. Acho que a promiscuidade está dentro de cada um. E por mais que eu fui educado pra achar q ser gay é errado...Eu sou gay! E não me acho nem um pouco errado.

    ResponderExcluir
  15. Pra mim faz sentido. Apesar de eu ser APTISSIMO a ter relacionamentos felizes. Mas cada um na sua com alguma coisa em comum, nzé? Hehehehe!

    Provar da minha comida?!? Hum... Temos que resolver isso... hahahahaha!

    ResponderExcluir
  16. Gostei da reflexão, mas acho complicado isso de estabelecer relações de causa e efeito certeiras quando se trata de comportamentos. Nada é tão simples assim, infelizmente. Ninguém é como é por um único motivo ou explicação.

    Pode ser pra alguns, muitos. Formas de autoboicote existem muitas.
    Mas estabelecer a busca da promiscuidade como fuga de um relacionamento verdadeiro pode não valer pra maioria.
    Alguém é promíscuo porque não tem ninguém ou não tem ninguém porque é promíscuo?
    Muitos gays que conheço acostumaram-se ao sexo livre, com muitos parceiros e, nessa situação, quando aparece um com quem poderia estabelecer uma relação diferente, não abrem mão, com medo! Medo de perder a liberdade e o prazer livre, esquecendo que tudo na vida é uma questão de ganhos e perdas.
    O problema, acho, não é buscar a promiscuidade para fugir a uma relação, mas acostumar-se à promiscuidade e não abrir mão dela, o que acaba dificultando o estabelecimento de uma relação mais estável.
    A liberade e facilidade do sexo dificulta, sim, o estabelecimento de uma relação mais estável, mas não é a causa única.
    Uma coisa que dificulta, a meu ver mais do que o sexo livre e com muitos parceiros, é a busca de um estereótipo de relação que pode não servir para muitos, mas que nem por isso deixam de funcionar para outros tantos.
    Cada um é um, e as explicações são muitas...

    ResponderExcluir
  17. Discordo completamente. Primeiro porque penso como o Edu sobre a "causa da promiscuidade". Segundo porque, de acordo o cara do texto, só pelo relacionamento a gente pode ser feliz. Como se houvesse uma receita única para a felicidade...

    Então quer dizer que o cara promíscuo é sempre infeliz? Será que o cara solteiro nunca vai saber o que é felicidade? Eu realmente PRECISO de alguém pra ser feliz, colocando a responsabilidade da minha felicidade como um peso que o outro deve carregar?

    Aliás, este ponto de vista (da autossabotagem) parte do pressuposto de que um heterossexual não faz o mesmo com seu relacionamento. E, pra ser honesto, eu vejo muita autossabotagem nos relacionamentos heterossexuais também...

    Vou parar por aqui pra não delongar muito, mas o principal do que eu penso está aí...

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  18. Texto deveras preconceituoso, isso sim!

    ResponderExcluir
  19. Oi volto para esclarecer minhas palavras...digo os personagens que enchem tua historia e tão real quanto o ar que respiramos...tenho amigos gay que acham que por ser gay n tem valor nenhum...e por isso perambulam na vida de sexo e varios relacionamentos...

    Desejo que um dia eles reconheçam que a vida é um presente e eles são abençoados por te-la....sem a necessidade de se diminuir de se menosprezar....


    Parabens mais uma vez amigo...


    Ademerson Novais de Andrade

    ResponderExcluir
  20. Pois Verá Querido!!!

    E Não me segure okay?!

    a Nós menininho sempre foi dado o poder de Foder sem Olhar a quem.. Se EU penso ASSIM, Vc pensa ASSIM, e TODOS os outros pensam ASSIM, Como essa situação pode mudar?

    Enfim.. amenidades...

    ResponderExcluir
  21. Foxx, eu não acho que os gays acham que não merecem ser felizs, mas eu acho que muitos deles dificultam suas vidas e selecionam demais para encontrar sua cara metade. Existem muitos homens querendo ser felizes com alguiém, eu fui um deles e sempre procurei por isso. Felizmetne me apareceu rápido. Pode ser a minoria, mas elees existem e estão dispostos a serem felizes sim.

    bjão!

    ResponderExcluir
  22. acho que ele nunca fiop numa micareta. e homem quer comer tanta mulher qto a gente quer transar com outro cara. mulher tbem quer, mas nao o faz pq tem que manter a imagem. arram, promiscuidade nao tem nada ligado a orientação sexual.

    ResponderExcluir
  23. nao tenho uma opinião formada sobre isso, mas é verdade que é difícil ter um relacionamento sério no mundo gay. Agora quando homofobia internalizada eu conheço várias pessoas que são assim.

    ResponderExcluir
  24. Até acho que funcione assim para algumas pessoas, mas né, vale aquela máxima que não há regra sem exceção.

    Como eu conseguia ver alguma coisa lá no meio? Pulando oras! ahauahauahauahau

    ResponderExcluir
  25. sem contradições ... apenas um novo ciclo se avizinha e peço a ela q continue sendo boa ... para isto farei a minha parte ... rs

    ResponderExcluir
  26. Sei lá. Que viados são homofóbicos, isso sim. Mas daí achar que é por isso que muitos são promiscuos... não tenho tanta certeza.

    ResponderExcluir
  27. Bom... se o casório (um dia) for na praia, me convide... hehehehe! Hugz!

    ResponderExcluir
  28. Gostei do texto sahsausah mto bom. =*

    ResponderExcluir
  29. generalização sem pé nem cabeça...

    ResponderExcluir
  30. Só para para registar ..não concordo nem com os "pontos finais" desse seu texto..mas não vou defender meu ponto de vista e muito menos discutir o seu ..pois não faço mais essa linha :)
    beijos .. adorei conhece r vc via face :)

    ResponderExcluir
  31. Eu tive essa conversa aí com o Foxx sobre homofobia e promiscuidade há um mes...

    ResponderExcluir
  32. Cara, eu fodo mesmo, acho que se não fosse a promiscuidade, não existiria o gay masculino, ela faz parte do universo homossexual, a maioria é putão mesmo, e é legal essa filosofia dos gays; repare no seu próprio blog, por exemplo, têm muito sexo, erotismo, só que mais discreto, disfarçado. O gay é sexo mesmo, é como o coração e o cérebro, um não vive sem o outro. O coração é como o sentimento, a necessidade de ter alguém, mas o cérebro é mais energético, pensante; pensa em outros e mais outros. Deus me livre se fossemos iguais aos heteros, românticos, fiéis, familiares, eca! Um modelo antiquado demais para pessoas "alegres". Não é esSe o significado da palavra g-a-y. Escrevo apenas a minha opinião (e a de muitos gays). Se não concorda é um direito seu e de outros. O mais importante é respeitarmos uns aos outros pois cada ser pensa diferente, desde que não ofenda a vida alheia.

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway