Google+ Estórias Do Mundo: ESPECIAL RIO DE JANEIRO: Cor do Trigo

sexta-feira, 18 de março de 2011

ESPECIAL RIO DE JANEIRO: Cor do Trigo

, em Niterói - RJ, Brasil
Um menino bonito, de olhos luminosos, o sorriso largo e cabelos cor de trigo. Foi na Lapa que conheci aquele menino, última noite em terras cariocas, e algum deus benfazejo resolveu me dar um último presente. Ele me beijou naquela rua, após indiretas do Bruno, e poucas tentativas minhas, mas ele me beijou, elogiando minha barba em seu pescoço. No primeiro beijo, ele ainda estava sentado, e eu me inclinei para ele e o beijei, e fui correspondido. Foi só depois que ele levantou-se e me pegou pela cintura demonstrando sua excitação contra o meu quadril. Beijou-me com desejo, mas sobretudo com carinho.
Conversando, ele lamentou que eu estava indo embora. E eu que só tinhamos nos encontrado naquele dia. E  os olhos luminosos e o sorriso aberto e os cabelos cor de trigo emolduraram um pedido simples, bobo qualquer um poderia dizer, mas ele pediu para dormir comigo. Ele disse: "Dorme comigo?", e eu só pude responder sim. Eu seria um completo idiota se dissesse não para aqueles olhos, para aquele sorriso, para o trigo. E sim, dormimos juntos, e fizemos sexo também (um dos melhores da minha vida com certeza, quiçá o melhor), mas também descansei nos braços dele ou deitado sobre seu peito claro onde eu podia ouvir seu coração. Dormi com ele, abraçados, sentindo sua pele, seu cheiro, seu calor e ao acordar, encontrei novamente seu beijo, e feliz consigo lembrar agora que a última boca que eu beijei foi daquele menino de olhos luminosos, sorriso largo e cabelo cor de trigo. Foi um presente, definitivamente um presente. 
Ao me despedir dele, deixando-o de cueca ainda na cama, ficou repetindo na minha cabeça um trecho de Saint-Exúpery: 

"E depois, olha! Vês, lá longe, o campo de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelo cor de ouro. E então serás maravilhoso quando me tiverdes cativado. O trigo que é dourado fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento do trigo...".

24 comentários:

  1. Hummmm.Pela descriçao,até eu queria esse menino.Rss.

    Tenho aqui no Japao o livro O Pequeno Príncipe.
    Tenha um ótimo findi!
    bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olha, olha.

    Que belo texto para uma bela pessoa! ;)

    ResponderExcluir
  3. Nháà, texto FODA. Pena que não fui o primeiro a comentar!
    Espero um dia poder conhecer esse menino de verdade...

    ~Inté à próxima.

    *DB*

    ResponderExcluir
  4. lindo texto :D


    ei.........

    VOCÊS TRANSARAM DO MEU LADO?

    ResponderExcluir
  5. Caralho, viajei no tempo agora. Só trocaria os cabelos cor de trigo por um cabelo negro como a asa da graúna, meu indiozinho, hehehehe.

    Esses amores de fim de viagens sempre são os melhores. Tomara que role um repeteco, heheh

    bjs

    ResponderExcluir
  6. e seu carnaval terminou como dizem os comentaristas de escola de samba "apoteótico".

    ResponderExcluir
  7. Menino, que carnaval!!! Estou aqui morrendo de inveja.
    Bjão

    ResponderExcluir
  8. MeoDels, esse carnaval rendeu, né?
    Depois dessa série de textos sobre o carnaval carioca, o pessoal aqui já deve ter feito todas as reservas possíveis para garantir o de 2012 no Rio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso o texto, o encontro, o menino dos cabelos cor de trigo, a despedida.
    Há um catalisador disso tudo, que talvez você ainda não veja: você!
    Pessoas predestinadas à felicidade, podem insistir em dar cabeçadas, mas chegarão lá, inevitavelmente.

    E você deixou pra nos escrever esse só depois de contar sobre aqueles tontos que encontrou na Farme...

    ResponderExcluir
  10. Nossa... hahahahahaha
    O pequeno principe de encaixou direitinho, né?? hahahahhahahahaa
    Muito, mas muito bom esse texto, Foxx...
    Pelo visto você vai ter boas lembranças da Lapa, né verdade??? hehe

    Um abraço, rapaz... Até o próximo

    ResponderExcluir
  11. Alex M. Brasil19 março, 2011 16:31

    Foxx,

    Foxx,

    Sobre seu comentário lá naquele blog:

    Ainda bem que a ordem cronológica lhe reservou algo que pudesse compensar todas as decepções anteriores.
    Conhecer alguém que vale a pena é uma dádiva, mesmo que não tenhamos a oportunidade de continuar com ela (ele).
    Essas pessoas farão, sempre, parte de nossa vida. Acho que uma maneira de dizer isso é que lembrará dele sempre com o coração, como um sonho que nunca se acaba... E, quem sabe, a vida não lhes reserva alguma surpresa. Deixe o rio fluir...

    Sobre minhas histórias:

    o eu real não é mais jovem, não. Talvez minha escrita, nos temas e na forma, seja um tanto pueril e infantilóide, imatura. E é, mesmo. Mas é o único jeito que eu sei escrever. Coisa de um cara que não amadureceu no tempo devido, junto com a idade (que já passa dos 40), e nunca escreveu antes. O que não é desculpa... nem justificativa. Apenas uma constatação que procura esclarecer.

    Aos poucos, vou me desmascarando. Daqui a pouco não me restará nenhuma ficção mais. E, então, nada mais haverá a escrever. O eu real não merece o tempo que o ficcional ainda recebe de atenção.

    O eu real pertence a um mundo muito distante daquele em que meus personagens vivem. Só que eles, de fato, vivem dentro do eu real, embora só eu saiba disso.

    ResponderExcluir
  12. coisas que acontecem do nada, não planejadas, tem o melhor gosto doce possível, o mais sutil, o mais limpo, o mais inútil, mas o mais querido e esperado, o que contrapõe todo o espetáculo do dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  13. Foxx,

    Com essas historias quem precisa de namorado ...

    Já te disse isso, mas seus textos são tao intensos e fortes.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  14. Aê!! Participação especial do Pequeno Principe nesta história... Tava na hora... rs

    ResponderExcluir
  15. Ahhhhhhhhhhhhh esse rio de janeiro.... aaaaaaaaaaaaaaaaah que saudade... já voltarei em breve... vamos??? bjaum

    ResponderExcluir
  16. Texto lindo! O menino de cabelos cor de trigo realmente te fez muito bem!Essa citação no fim foi matadora.

    ResponderExcluir
  17. Ai que liiindo!! Por que você não conta as coisas no msn com essa precisão de detalhes hien? USaiuhsiHasihAs...

    Esperamos vê-lo novamente em terras cariocas. ;)

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Morri.

    E se despedir - deixando alguém de cueca na cama - é um MUST!!!!!

    Lindo relato!

    HugzzzzFoxxxx!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Tão bom assim né? Com carinho, tesão e encantamento...

    Bj

    ResponderExcluir
  20. Passando para dizer q voltei e agradecer o carinho de todos durante a minha ausência em viajem ... volto com calma para ver as postagens ... bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  21. Os loiros são uma perdição mesmo....

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway