Google+ Estórias Do Mundo: PASSADO: A Face

domingo, 8 de novembro de 2009

PASSADO: A Face

Este texto foi escrito para mim por um ex, o Txi. Um ex-ficante. Nós tentamos um namoro em junho de 2006, porém não o considero como um ex-namorado. Apesar de ter sido ótimo termos ficado juntos, mas, convenhamos, um mês não é um namoro. Tudo se encerrou, disse ele, porque teríamos nos tornado mais amigos do que namorados. Na minha opinião foi porque ele realmente estava apaixonado por um colega que lutava karatê com ele na seleção do Estado, o Júlio. Hoje, três anos depois, talvez traumatizado pela impossibilidade do amigo hétero apaixonar-se por ele, podemos encontra-lo dentro de alguma igreja, sufocando seu desejo.


A Face


Eu o observo... Tão atentamente, que minha mente voa pela arquitetura de seu rosto.
Vejo a perfeição e as curvas delineadoras desta jóia reluzente.
Os olhos de um oriental, que expressam a sabedoria milenar de idas vidas...
Duas pedras de ébano jazem naqueles olhos expressivos, que parecem clamar por meus afagos.
E então vejo a delicadeza de seu nariz que desce suavemente , assim como uma duna, cuja areia a cobre como um véu.
Perco-me nestes lábios... Que me seduzem, me envolvem e me levam à distâncias cósmicas de prazer, numa trama intrínseca de amor e paixão, em puro fervor...
E a barba que cresce feito grama verde num belo jardim, do queixo másculo até ao principio de suas orelhas pequenas.
Ele então me beija, dando-me a prova de que aquela fantasia pertencia só a mim.

17 comentários:

  1. nada pior q vivenciar estas experiências q poderiam dar certo mas que, por ironia do destino, se perdem no tempo ... uma pena mesmo ...

    agora o poema é lindo lindo ... lírico por excelência ...

    orirental? aff ... fetiche nunca saciado ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. UAU, adorei. Que sexy, que lindo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. lindo texto.
    E uma pena alguém que escreve algo como isso se perder na tristeza de um amor naum correspondido... acaba perdendo caras como vc. : )

    ResponderExcluir
  4. Pow, esse texto é recente?

    Se ainda houver algum sentimento corra atrás!

    bjus!

    ResponderExcluir
  5. Não entendi bem o ponto de postar um texto alheio no seu blog, sendo o alheio quem é/foi, e a que altura da vida ambos se encontram - mesmo tendo sido escrito para ti. Mas enfim, já foi escrito, já foi postado, já foi lido. Pronto.
    (Mas é sexy... rs)

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto "A face"... e concordo com o amigo Paulo... mas nada como a vida para nos ensinar e nos trazer novas oportunidades... abração!!! :D

    ResponderExcluir
  7. cara
    que lindo o texto
    de verdae adorei
    pena que agora ele tá na igreja

    ResponderExcluir
  8. magnifico...
    e tive um deja vu quando li que seu namorado era traficante e te deixou por outro.

    ResponderExcluir
  9. Aloka, ex ficante pra ex traficante... tenho que parar de ver poder paralelo

    ResponderExcluir
  10. Bom, pelo menos não dá pra dizer que o cara escreve mal. Não dá pra dispensar por isso...

    ResponderExcluir
  11. Oi Foxx,
    Não há essa igreja ou conceito ou disciplina de vida que pode segurar desejos, vontades da alma. Na minha parca concepção nossa sexualidade não é só carnal, ela é divina por excelência. E pobre de quem tenta sufocar a alma, esse morre por dentro primeiro pq por fora mostra uma vida inexistente.
    Adorei passar aqui. To em treinamento. Adorei o post.
    Bju,
    Alê

    ResponderExcluir
  12. Quando eu leio textos antigos sobre mim eu sempre acho que se trata de uma outra pessoa... fica tão distante... rs

    Voltando ao assunto esse Twix escreve mto bem...rs

    ResponderExcluir
  13. Puxa! Pelo menos poeta ele é, né?

    Muito lindo!

    Agora... é sério que vamos o encontrar em uma igreja?
    Triste!

    Beijo.. com saudades!

    ResponderExcluir
  14. Oi Foxx que bom que gostou do meu canto, estou aqui a ler o seu, obrigada pela visita.


    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Ele pode até estar sufocado dentro de uma igreja qualquer, mas é inegável que escrevia bem.

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway