Google+ Estórias Do Mundo: PRESENTE: Diário de viagem: do paraíso ao inferno

domingo, 17 de dezembro de 2006

PRESENTE: Diário de viagem: do paraíso ao inferno


Viajei. Como vocês sabem. E vou contar agora pra vocês tudo o que aconteceu. Acordei na sexta feira, animadíssimo. Eu ía rever meu bb. Nós moramos em cidades diferentes. Em estados diferentes. Eu em Natal, Rio Grande do Norte, e ele em Souza, na Paraíba, onde ele faz faculdade. Neste fim de semana marcamos de nos reencontrar em Caicó, a cidade natal dele. Aproveitar. Ficar juntos. Nos amar muito.
Saí de casa às 9h da manhã e cheguei lá à tarde. Ele estava me esperando na rodoviária. Acompanhado de dois amigos dele, depois fomos para a pousada que ele havia reservado para mim, e lá, desde duas semanas atrás, senti os suaves lábios dele, a delicadeza com que ele me abraça e o carinho das palavras dele no meu ouvido. Sinceramente, quando eu o vi, meu coração se acelerou, e quando ele me abraçou, eu não queria mais sair dos braços dele.
Saímos a noite. Conheci os lugares que ele gosta de frequentar na cidade. Conheci melhor os amigos dele. Conheci o ex-namorado dele. O meu grande inimigo, um grande fantasma que ronda nossa relação, apesar dele afirmar que ele não tem mais nenhuma influência sobre ele, mas eu sinto, que sempre estou sendo comparado a Jonatan. Não dormimos juntos neste dia. Ele não se sente bem. Fica preocupado com o que vão falar sobre ele. Uma cidade conservadora. Uma cidade de gays conservadores. Ele é muito conservador.
Contudo no outro dia, é ele quem me acorda. A melhor coisa do mundo: a primeira coisa que eu vi ser o sorriso lindo do meu bb. Mas também notei uma carinha séria, que imaginei que era alguma preocupação em relação a faculdade dele (sei que ele está com dúvidas sobre se quer continuar no curso de Direito que ele faz). Aí passamos a manhã do sábado sozinhos, trancados no quarto, vendo a MTV, e namorando. Beijos. Abraços. E por fim, ele me abraça por trás. Ele nunca havia feito isso, ficar deitado comigo e abraçado. Foi bom. Senti-me protegido. Senti-me amado.
Neste instante, eu senti algo endurecendo atrás de mim. Notei o tesão dele crescendo, e então virei meu rosto e o beijei com paixão. Senti o calor subir, e comecei a fazer movimentos mais cadenciados com meus quadris. Comecei a me esfregar nele. E ele começou a demonstrar o desejo que estava sentindo por mim. Sua mão passeava por meu corpo e parou no elástico do calção do meu pijama pedindo permissão. E eu dei. Encaminhei a mão dele para dentro do meu calção. E ele achou o caminho da minha bunda. Tocou-a. Acariciou-a. E eu me assustei.
Assustei-me quando vi ele tirando meu calção e arrancando o cinto dele numa velocidade inimaginável. Acho que se o ziper e o botão não tivessem colaborado, aquela bermuda não existiria mais.
Ele tentou me penetrar. Falou-me depois que ele perdeu totalmente o controle. Tentou. Forçou. Mas a inexperiência dele, somada ao tamanho do instrumento e das caracteristicas da minha bunda (aqui, só entre a gente, eu sou muito apertado) atrapalharam. Era necessária algum tipo de lubrificação. Eu tinha KY na bolsa. Quando levantei e fui buscar. Ele disse que era melhor parar por ali. Esperar mais um pouco. Que não era hora ainda. Apesar do meu desejo, de ser possuído por ele, o que para mim iria com certeza parecer que havia sido minha primeira vez, afinal só uma vez eu desejei tanto alguém na minha vida, como bom e compreensivo namorado que sou, eu disse que tudo bem. "Vamos esperar você estar pronto".
Ainda brincamos mais nos outros dias, avançamos alguns passos. Vamos passo a passo. Aproveitei ainda mais Caicó sabendo que nosso namoro estava evoluindo, crescendo, amadurecendo. Então, na segunda feira, quando eu ía para casa, fui esperando um belo futuro para mim e para o meu bb. Comecei a planejar, sonhar com nosso futuro juntos. Sonhar com tudo que poderíamos passar juntos.
Mas ele estava estranho quando foi me deixar na rodoviária. Desta vez não consegui não notar. E isso ficou martelando na minha cabeça quando pela primeira vez, desde que nos conhecemos, passamos um dia todo sem nos falar. Dois dias. No terceiro ele me ligou. Disse que tinha um assunto sério, e falou que percebeu que não gosta mais de mim como antes. Percebeu que não me ama mais, percebeu que agora o carinho que ele sente por mim é de um amigo. Ele me contou que percebeu isso desde a primeira vez que nos revemos. E aí terminamos. E eu que estava no paraíso, cercado pelas harpas celestiais, fui lançado no mais tenebroso dos ínferos. Estou coberto de cinzas, lama e lágrimas. Sem forças para me erguer. Terminou. Mesmo eu estando amando. Amando Herberth mais do que tudo nesta vida.

11 comentários:

  1. Lenin, não fique triste, ninguem é mais importante, para vc, no mundo do que vc msm.

    Acrdito q desde o primeiro momento ele não levou a fundo a relação d vcs, talvez ele só estava procurando um descanso temporario, mas essa é a minha visão, vinda do exterior, já q posso ve-la somente atraves do q vc conta.

    Não desanime, pois se já conseguiu amar, dedicar-se à alguem, vc consegue novamente!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Foxx.
    (eu vi que o rapaz anterior te chamou de Lenin, mas ainda não o conheço e portanto, não vou forçar uma intimiade que eu não tenho... eh, eh)
    A dor da rejeição é dura...
    O problema é que ficamos com alguém e esperamos que esta pessoa corresponda a aquele sonho que temos desde pequenos, de que um dia encontraremos alguém perfeito que foi feito sob medida para nós...
    E pode ser que nem falo de você... Falo dele. Parece-me que ele ainda não aprendeu a lidar com os sentimentos e achou que você deveria ser perfeito como nos sonhos dele, mas ele deve ter se assustado quando você mostrou que precisava dele, em algum momento... Se ele acordar, e te merecer, talvez volte. Senão, é proque ele não valia a pena.
    Amar alguém faz a alma crescer, pena que através de duras lições...
    Você ficará mais forte.
    Boa sorte e até mais.

    ResponderExcluir
  3. Nossa amigo...a dois meses atras aconteceu exatamente a mesma coisa...tinha um relacionamento muito saudável, onde moravamos juntos e tal e depois de uma viagem onde ue fui pra minha cidade e ele pra BH terminamos, ele chegou dizendo q não sentia mais nada por mim alem da amizade...nossa fiquei arrasado muito...muito mesmo...meu mundo saiu completamente...mas o q eu tenho a dizer é q passa...tudo passa...sei q é chato escutar isso, as pessoas dizendo q passa...sei q no momento não passou e isso é o q importa então falo a vc pra fortalecer mais suas amizades pois só atravez delas q esquecemos sabia?? meus amigos são fundamentais na minha vida hj em dia...Um grande bjo Fique bem e espero q passe logo!!!

    ResponderExcluir
  4. Ah Foxx, sei que é horrivel essa situação, e o que eu for dizer aqui, todos ja disseram alguma vez pra vc. Mas Deus sabe de tudo, ele colocou o cara no seu caminho pra alguma coisa agora é vc rever a situação, nao fique assim, tudo é um aprendizado ok?

    bçao e se cuida

    ResponderExcluir
  5. Cara, eu to bolado. Eu juro que nem sei o que falar!
    Caramba!
    ....
    Putz
    :/ não sei mesmo o que dizer

    Qualquer coisa grita!! Eu vou correr para te ajudar, rapaz!
    Sou novo, inexperiente nisso tudo, mas não gosto de ver os outros para baixo.....

    Grande abraço. E não faça nenhuma besteira

    ResponderExcluir
  6. Cara, é minha primeira vez aqui, mas pelo que vc falou. Pelo conservadorismo dele, parece-me que ele está assustado, com medo. Sei lá, não conheço vcs, mas isso é o que penso. Talvez devessem conversar mais a fundo. Vc pode tentar descobrir a verdade além do óbvio. Talvez ele não esteja preparado para assumir um namoro. Enfim, não sei mesmo. Abraços, viu?

    ResponderExcluir
  7. Complicado hein querido..
    Mas a retrospectiva, claro que pode copiar ;D
    Bjs pra vc..
    E não esqueça.."Tudo passa.."
    ;D

    ResponderExcluir
  8. nossa... que triste...
    nem sei o que dizer...
    espero que esteja bem...

    andei sumido por conta de alguns fazeres.
    bom mas pelo menos eustou de volta.
    qualquer coisa me procure...
    abração

    ResponderExcluir
  9. Querido.. Sabe Que Te Amo né?
    |
    O Resto você ja sabe né? Sorrisos.. FODA-SE!
    |
    Te quero Muito bem!
    |
    See ya!

    ResponderExcluir
  10. Amigoooooooooooooo! Tudo bem? Olha, sem querer ser chato, mas já sendo... Rssss... Eu já te falei o que penso dele, né? E também já te disse o que fazer sobre toda essa situação... FORÇA, amigo e acredita no tempo, que ele cura tudo... Mas, nada de ficar entregue ao relento, nem ficar chorando pelos cantos! Faça sua parte, que vc vai sair rapidinho do fundo desse poço!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Passando pra conhecer e conferir. Veja bem amigo, eu já tive várias experiências com fim de relacionamentos e confesso que cada vez me parece a primeira. A diferença agora é q qdo isso acontece eu já vou correndo p/amigos. Saio, desabafo, etc...Não se deixe ficar "depre" = Não vale a pena. Bola pra frente...a fila tem q andar.
    Abraços

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway