Google+ Estórias Do Mundo: PRESENTE: Reflexões no Jardim

sexta-feira, 22 de junho de 2007

PRESENTE: Reflexões no Jardim



Todo mundo deve conhecer esse texto não é? Ele tem circulado na net já faz alguns dias e é atribuído a Mario Quintana. Bem não sei se é verdade, afinal existem milhares de textos atribuídos a Arnaldo Jabour, Luís Fernando Verissimo e mesmo Shakespeare na net que nunca saíram da labuta destes honrosos nomes. Ao texto:

"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama ou acha que ama, e que não quer nada com você, definitivamente, não é a pessoa da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você..!"

Eu discordo absolutamente deste texto. Não vejo maior despropósito. Por quê? Vejamos meus argumentos. Primeiro, como as pessoas vão se encontrar se ninguém deve estar procurando? Todas estarão em casa cuidando de seus jardins, ocupadas consigo, como terão tempo para ver o outro? Se interessar pelas flores daquele outro jardim? Flores dão trabalho, exigem água e carinho, até redomas de vidro, já explicou Saint-Exupéry, então, como alguém vai achar alguém? Lembrem: o pequeno principe teve que pegar o rabo de um cometa e fugir de seu próprio jardim para conhecer pessoas novas, e caçar borboletas novas para levar para o seu jardim, só que na sua viagem ele descobriu jardins novos que o fizeram entender que o seu jardim não era tão incrivel quanto ele mesmo pensava, que sua rosa não era única, e que borboletas não gostam de rosas.
É! Surpresos? Vamos por partes. Inicialmente temos que saber que nem todos os jardins atraíriam borboletas, e não adianta cuidar. Cactus, pinheiros, cajus nunca atraíriam borboletas. Atraem formigas e abelhas, mas nunca borboletas. Rosas, também não. Borboletas não gostam de rosas, nem de orquideas. Rosas e orquideas são polinizadas por pequenas abelhas e besouros, as borboletas gostam daquelas florezinhas do campo, pequenas, simples e sem graça. Borboletas são atraídas pela cor, abelhas pelo cheiro. Você nunca foi picado por uma abelha porque estava usando um perfume muito floral? Pois é. Então cuidar do jardim significa não deixá-lo bonito, mas ter as plantas certas para atrair aquilo que você quer: Borboletas? Abelhas? Formigas?
Isso seria uma metáfora linda se fosse verdade não é? Que as rosas ficam com os pequenos besouros? E as borboletas com as flores simples? Mas não sei se no resto do mundo é assim, mas aqui em Natal o contrário parece acontecer sempre: as borboletas sempre preferem as rosas, mesmo no final percebendo que não se alimentam adequadamente, elas insistem. Entre heteros, sinceramente, eu vejo rosas com besouros e borboletas com flores do campo, às vezes a gente até se surpreende, mas entre o mundo gay, aqui, pelo menos, não. Aqui, a fina força as borboletas se enlaçam com suas rosas, mesmo que depois morram de inanição.


18 comentários:

  1. Infelizmente nós crescemos num mundo de aparências, onde o externo, aquela fina crosta, tão frágil que não resiste ao tempo, é o que conta...
    Sabe, não vejo isto somente com os gays... acho que a diferença dos nós gays é que nos expomos mais...
    enfim... tenho que pensar mais a respeito...

    ResponderExcluir
  2. " Borboletas não gostam de rosas, nem de orquideas. Rosas e orquideas são polinizadas por pequenas abelhas e besouros, as borboletas gostam daquelas florezinhas do campo, pequenas, simples e sem graça. Borboletas são atraídas pela cor, abelhas pelo cheiro. "
    obrigado pela aula de Biologia, honey. eu morreria e nao saberia disso. hahahahaha
    enfim, eu sempre achei um tanto meloso demais esse texto do Mario Quintana (?), esse e aquele do shakespare que parece que toda garota usa depois que acaba o namoro com o melhor jogador do time de futebol, aquele gostosão pelo qual ela chora, sendo que nao sabe que no momento em que derrama suas lagrimas, ele esta gemendo sendo comido pelo zagueiro do time para depois pensar "eu nao sou gay" assim que gozar.
    (eu sei, eu to horrivel hoje, né?)
    qual era o assunto mesmo? ah tah, a filosofia das borboletas, jardins e feijão com jabá né? eu li cactos em algum canto ou foi impressão minha? eu sempre achei um barato quem plantava cactos no jardim. eu mesmo sendo os "padrões da sociedade" estou cuidando de um cacto. amo ele, acho mais lindo que uma rosa ^^
    e chega, que eu ja escrevi demais num comentario so...
    beijos, baby!

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo... As pessoas tb me dizem que não se deve procurar, mas acho q se não procurarmos, se ficarmos em casa, escondidos, ninguém nunca irá nos encontrar...

    Mais um post fantástico, parabéns moço!

    Beijinho!
    =)

    ResponderExcluir
  4. AMor.. Sabes que SOu fã deste texto..

    Discordooooooo..

    Quando Você não Busca é que elas vêm.. E Como Vem.. Sorrisos..

    te amooo Coisa..

    Bjo Bjo Sunshine

    ResponderExcluir
  5. Eu acredito que temos que cuidar do nosso jardim. Quando estamos bem as pessoas se atraem por isso. Ninguém quer ficar do lado de alguém carente, pra baixo. Pessoas 'positivas' atraem iguais...e tal..rs..Comigo deu certo!Bjs

    ResponderExcluir
  6. Fala Foxx...
    Texto perfeito seu excelnte com muitos argumentos e convincentes e mais ainda me trouxe a uma realidade até então ignorada... nem sei o que dizer Foxx, mas digo lhe que o texto ainda sim tem algo que nos faz refletir e que há uma certa lógica nele não discordando de voCê porque são realistas, mas enfim vale a pena viver apenas do realismo, acredito que não e eu que o diga meu caro... perca um momento com a imaginação e viva-a de forma como nunca viveu...
    Abçs

    ResponderExcluir
  7. E toda uma explicação a cerca da opinião do texto!
    E gosto de pegar uma opinião diversa como a sua ajuda a ver o texto sobre outro ângulo!
    E deixemos então ao menos que as rosas floresçam em nossas vidas..
    O texto do post anterior? hahaha
    É com relação a um bloco de notas onde uma migo meu que foi embora escrevia e deixou saudades.
    Abs!

    ResponderExcluir
  8. Amigooooooooooo! Blz?
    Ai, concordo contigo, este texto está por fora....
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Uma verdade..conveniente!! Isso me lembra um episódio de friends, quando uma mulher que roubou o cartão de Mônica e ese fez passar por ela a encontrou:
    - Sabe aquele filme "sociedade dos poetas mortos"?
    - Lindo, adoro!
    - Pois eu odeio! Morrer só porque o pai não deixou ser ator, ah, vai se fuder!! auhauhaa

    OK, a ladra não falou se fuder, ams eu ADOREI!Mas é verdade, noé? O texto? Escâaaandalo, como sempreQ

    ResponderExcluir
  10. costumamos receber tanto lixo na internet, mas vez ou outra recebemos testos que nos fazem refletir.

    ResponderExcluir
  11. O texto é tão bonito... já tinha te dito isso... tão... ... (L)! =D

    ResponderExcluir
  12. Bom, acho que teremos que ter jardins portáteis.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. "as cores dilatam os olhares perdidos;
    qui� qurendo apenas chamar a aten�o para algo que possam chamar de seu..
    ou meu."

    acompanho seu raciocinio; gostei disso.

    baiser gar�n.

    ResponderExcluir
  14. Sábia reflexão, amigo!

    Mas, estou com o Cris... preciso pensar mais a respeito! Isso é muito relativo e... complexo! rs

    Beijo! Apareça!

    ResponderExcluir
  15. Querido, lindo o texto!!! Sensacional!!! Ontem assisti Miss Simpatia 2 - Armada e poderosa, e pude estrair do filme uma máxima que se adequa muito melhor a metafora do texto: "as pessoas gostam de pessoas que gostam de si mesmas"! Não é sensacional!!! rsrs... e eu não sabia disso! Como eu sou idiota!! Por isso, estou cuidando do meu jardim, estou me amando e não é que tem gente que ta me amando tb!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  16. simplesmente ridiculo!!!
    pseudo-filósofo!!!

    ResponderExcluir
  17. isso foi pra o autor do blog!

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway