Google+ Estórias Do Mundo: Amém!

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Amém!

, em Natal - RN, Brasil
Gato: Então, é sério essa estória de que você vai ser sacerdote?
Foxx: Sim, é! Eu estou estudando para isso...
Gato: Mas... é que... não me interprete mal... não é que eu não ache que você não possa ser um grande sacerdote e ajudar, espiritualmente, muitas pessoas. Dado o coração que você tem, e o conhecimento que você também possui... mas...
Foxx: 'Omi... largue de dedos e fale logo!
Gato: Não é que eu esteja cheio de dedos, só quero ser claro! Mas é que, posso estar enganado, eu sempre imaginei que sacerdotes deveriam ser homens mais em paz consigo mesmo. E você não me parece estar em paz. 
Foxx: Exatamente. 
Gato: Não foi uma única vez que você afirmou que seus problemas amorosos tinham origem em uma situação cármica, não foi?
Foxx: Sim, de fato!
Gato: Mas você não está em paz. Você tem consciência dos motivos, mas não aceitou. Você pode ser um sacerdote sem estar em paz dessa forma?
Foxx: Olha, Gato, eu vou me tornar sacerdote, não Deus. Contínuo um homem mortal cheio de defeitos que está tentando se tornar alguém melhor. E é este caminho que me levou ao sacerdócio. Eu, como você bem afirmou, não aceitei, apesar de ter consciência de que meus problemas têm um aspecto muito mais profundo do que parece. Eu não namoro porque estou pagando o carma de um sem-número de encarnações que eu pisei em corações! Eu sei disso, mas o processo de aceitação é lento.
Gato: Humm...
Foxx: Quando propus, inclusive, minha candidatura para a Dedicância ao sacerdócio no templo que frequento, eu não fui aceito de imediato. Exatamente porque os membros do conselho concordam com você. Eu não estou em paz! Mas também estou no início da minha caminhada. O Sumo-sacerdote foi quem reconheceu isso e, como ele tem poder de veto, me concedeu a chance de tentar.
Gato: Nossa! Sério?
Foxx: Sim! Eu espero, ao fim dessa jornada, conseguir encontrar a minha paz. De alguma forma! Esse, inclusive, seria um dos motivos pelo qual eu procurei o sacerdócio, para encontrar, em algum lugar, a minha paz. E eu também queria ajudar outras pessoas, obviamente!
Gato: Ah, eu tenho certeza que em relação aos outros você se tornará um grande sacerdote. Mas me preocupa o que isso pode fazer com você mesmo!
Foxx: Eu encontrarei minha paz, Gato, de um jeito ou de outro.





FELIZ PÁSCOA!




*A conversa no Skype foi mais ou menos assim.

36 comentários:

  1. O que é isso gente? Vc vai virar padre? Eu tbm já quis virar padre mas não deu muito certo...Espero que tenha sucesso com o que deseja e ti faz feliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é padre, Dernier, é sacerdote. Eu não estou em um seminário católico, mas um seminário espiritualista. Eu não concordo com a maior parte dos dogmas católicos, sobretudo em relação a Bíblia, para voltar a esta altura do campeonato pra debaixo das asas da Santa Sé.

      Excluir
  2. Por muito tempo alimentei esta ideia tb, mas felizmente não fui ... hoje tenho minha fé mas estou definitivamente afastado de toda e qualquer instituição religiosa ... Minha irmã [falecida] tb durante toda a vida dela deu cabeçadas e nunca encontrou a paz consigo mesma ... um dia ele encontrou um grupo e nele se identificou ... largou tudo e para lá mudou ... ia ser monja e foi feliz pela primeira vez na vida dela ... mas aí a vida lhe deu uma rasteira e ela se foi ... enfim ... são os caminhos de cada um ... se vc tem consciência do q quer, siga e seja feliz ... embora eu ainda pense q isto tem um pouco a ver com fuga ... desculpe ... só acho ... quem sabe de vc é só vc mesmo ...

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, querido, você não precisa pedir desculpas por manifestar sua opinião. Eu que agradeço por você manifestá-la finalmente e não usar suas frases feitas tipo "você sabe o que penso disso". Agradeço.
      Talvez, de fato, haja alguma fuga, apesar de que não existe nenhum voto de pobreza, celibato ou negação da vida mundana. Segundo minha igreja, encarnamos no mundo material/ da carne para experienciarmos esta vida, portanto negá-la com o sacerdócio só nos garantiria mais carma. Eu bem que gostaria de fugir da minha vida, juro!, viver como ermitão em algum lugar, eu estou tão cansado de tentar vivê-la, mas isso é impossível. Só me resta é direcioná-la a outro ponto, eu busquei na minha vida a minha felicidade, pretendo agora, com as armas desse sacerdócio, lutar pela felicidade de outros. Esse é meu objetivo.

      Excluir
  3. Não me parece fuga, mas busca. E como toda busca, te desejamos toda a sorte no caminho escolhido. Concordo com o Gato: você pode ajudar muita gente e só isso já valida a aventura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por sua fé em mim, Edu, tentarei não desapontá-lo.

      Excluir
  4. Foxx,
    Muita sorte e seja feliz ! Isso tudo , é apenas você lutando por você mesmo.
    Gostaria de um dia conhecê - lo pessoalmente. Você me ajudou com seus textos. Muitas vezes foram bálsamos para minha alma.
    Paulo Cesar - Cuiabá - MT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Paulo, com certeza sou eu lutando ainda. Quem diria, né?, ainda não estou morto. É um prazer saber que eu te ajudei de alguma forma, meu querido. É realmente um imenso incentivo saber que eu pude te ajudar de alguma forma. Que bom que eu te fui útil. Se quiser conversar, já que conhecer pessoalmente é um tanto impossível, aqui está meu e-mail: leninfoxx@gmail.com. Escreva.

      Excluir
  5. Oi Foxx, tudo bem?
    Espero de coração que vc encontre a paz que tanto procura. Espero que vc seja muito feliz, independente de sua escolha.
    Pararei com minhas previsões desastrosas rsrs
    Um bjo menino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkk... você desistir de tentar prever que esse ano eu vou conhecer alguém que me ame é praticamente um milagre, Dil, já vão dizer que sou santo. Kkkkkkkkkkkk
      Bjo.

      Excluir
  6. É uma boa maneira de ver as coisas, quem sabe não encontras a tua paz? ^^

    Abreijos e boa Páscoa!

    ResponderExcluir
  7. Meu querido, posso ser sincero? Melhor não! (rs) Serei o único contrário à opinião de todos que escreveram aqui! Sabe, será que isso combina com você? Você pode ajudar tanta gente (como, aliás, sempre me ajudou!) sem a necessidade de entrar por esse caminho! Mas, o essencial, o mais importante: isso te ajudaria? Sou muito cético!

    Enfim... se puder, pense um pouco mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve ser sincero, Adriano, sempre. Se não, não faz o menor sentido estes comentários aqui. Minha ideia não é ter pessoas sempre com as mesmas ideias que eu, concordando com tudo que eu digo, não é assim que se estabelece um diálogo.
      Sobre ajudar os outros, eu acho, sinceramente, que posso ajudar mais. A religião é o espaço que mais oprime os gays em nossa sociedade, a forma de lutar contra esta opressão não é fugindo da religião e negando a religiosidade das pessoas. Seria um crime contra qualquer pessoa que se sente oprimido pela religião eu simplesmente chegar dizendo que religião é um erro, que Deus não existe, etc., acredito que se eu apresentar a estas pessoas uma outra forma de viver a religiosidade, de estar próximo a Deus, posso fazê-las se libertarem de um sem número de culpas que só atrapalham a vida deles. Um outro caminho pode libertá-los. Entende?
      Sobre me ajudar, este nunca foi o objetivo. Quero ajudar os outros, e acho que ajudar os outros me fará bem. Acho que posso conseguir minha paz se eu dedicar minha vida a ajudar outras pessoas com problemas. Meus problemas, minha vida amorosa, minha vida profissional, são insolúveis. Não posso fazer nada para melhorar de vida, então, a única coisa que me cabe é aceitar a vida que tenho. E, enquanto tento isso, DEVO ajudar quem precisa de apoio. De ajuda. De uma palavra/ombro amigo. Se eu tivesse dinheiro, juro que tentaria fazer coisas ainda maiores, entrar em brigas para melhorar a vida das pessoas, mas eu não tenho então a única caridade que posso fazer é doar meu tempo, não é? Acho que dentro de uma igreja, eu posso doar esse tempo a alguém que precisa.

      Excluir
  8. Fé nunca funcionou comigo. É algo que me assusta, que me confunde. Minhas experiências com "fé" (religiosamente falando) foram desastrosas... Não gosto nem de pensar... Pra mim é complicado. Mas confesso que gostaria de acreditar verdadeiramente em algo...

    Se este é o caminho pra você, boa sorte. Mas pra mim não dá...

    (Tive a impressão de parecer incoerente/confuso. Sei lá.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o problema, Daigo, eu gostaria de poder oferecer a pessoas como você uma experiência de fé que não fosse confusa ou desastrosa, que você pudesse ser acolhido e bem vindo. É exatamente isso que eu quero poder fazer.

      Excluir
  9. Que legal FOX, acho que pode ser um caminho super interessante, eu acho que de certa forma todos somos um pouco sacerdotre e um pouco discipulos, o caminho pode ser melhro percorrido se somarmos nosso aprendizado com a experiencia dos outros. E vc tem razão, sacerdotes não são pessoas sem problemas, são pessoas atrás de soluções e tentando mostrar outros caminhos ás pessoas! boa sorte na nova empreitada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, meu caro, é exatamente isso. O que eu tento é aprender com os outros sempre. E, sim, sacerdotes tem seus próprios problemas. Todos estão procurando soluções para seus problemas e, ao mesmo tempo, guiando outros através dos problemas deles. É mesmo muita responsabilidade.

      Excluir
  10. Por você a gente ajoelha "e reza"... hehehe! Pra encontrar a (nossa) paz vale tudo! Tudo mesmo! Hugzão, caro mio! E o Gato?! Ainda respira?! Saudades do felino pop!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk. ai, Fred, só você...
      Vou mandar o Gato de dar um oi viu?

      Excluir
    2. Isso... manda sim... dar um oi, dar a bunda, dar o que puder... hahahahahaha! #Xeros!!! ;)

      Excluir
  11. Nossa! Me lembra essas jornadas espirituais dignas de Sete anos no Tibet e o Monge e o executivo, rs. Perceba que não ficou claro pra mim o que você vai fazer como sacerdote. Boa sorte e parece que vc vai ajudar e ser ajudado ao mesmo tempo, isso é bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que não ficou claro, moço?
      Pergunte que eu explico com prazer.

      Excluir
    2. certo, então voce vai aconselhar que pessoas e em que sentido? Isso vai tomar qnto do tempo seu? E voce também tem quem responda as suas perguntas? Bem, isso já me ajuda a entender ;)

      Excluir
    3. Eu pretendo montar um grupo de apoio para homossexuais dentro da igreja, Adulto, em que adolescentes e jovens possam se encontrar e se sentirem aceitos no momento em que eles resolverem lidar com a saída do armário. Também quero poder formar um grupo de apoio aos pais para que eles possam aceitar seus filhos.
      Eu pretendo dedicar minha vida a isso, dedicar todo tempo livre que eu tiver para ajudar essas pessoas. Quero poder conseguir evitar que crianças passem pelo que passei com meus pais.
      Minhas perguntas? Elas serão respondidas nos momentos certos, se forem respondidas, se eu merecer que elas sejam respondidas. Mas se vc fala exatamente dos meus problemas pessoais, eles não serão resolvidos, eu preciso somente aprender a conviver com eles.

      Excluir
    4. Muito obrigado pela prontidão, acho uma iniciativa muito boa, espero realmente que isso ajude muito gente.

      Excluir
  12. Oi Foxx.
    Eu sempre acho que qualquer tentativa no sentido de melhorar deve ser tentada, por mais que eu ache que não seja muito sua praia... Pois lembro de seus ceticismo em relação a muitas coisas.
    Mas tô aqui na torcida, esperando novidades, e se possível, positivas.
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ceticismo em relação a? Eu só sou cético quando falo sobre o futuro, Vilser. Nunca fui cético em relação a divindade. Sempre tive muita fé. Também sou cético sobre as coisas melhorarem. Mas isso é outra história.

      Excluir
  13. Que tuas vontades sejam realizadas, que encontres a paz na medida que precisar.

    dentrodabolh.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. enviei email.

      dentrodabolh.blogspot.com

      Excluir
  14. Creio que a maioria das experiências são aprendizagem.
    E é enriquecedor diversificar.
    Portanto, nada nos auxilia a expectativa de fracasso.
    Além de tudo "tudo vale a pena, se...".
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi a parte do fracasso, mas tudo bem. =)

      Excluir
  15. Adriano acredita que você pode não se dar bem.
    Isso é fracasso, né?

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway