Google+ Estórias Do Mundo: Encontrinho (parte II)

terça-feira, 12 de março de 2013

Encontrinho (parte II)

, em Natal - RN, Brasil


Depois daquelas cervejas na praça de alimentação do shopping, voltei para casa achando que tinha encontrado alguém como sempre sonhei. Não que ele fosse perfeito, porque nunca sonhei com alguém perfeito, mas era alguém que tinha os valores que eu compartilhava, era alguém que eu acreditava que poderia viver uma estória interessante ao lado dele. E como no dia seguinte ele já havia mandado uma mensagem dizendo que tinha gostado de estar comigo e que repetiríamos, trocamos algumas mensagens durante a semana e algumas conversas no Facebook também. Eram mensagens minhas perguntando como ele estava, elogiando ele, até o convidei para um segundo encontro no fim de semana seguinte, o qual ele disse que não podia ir porque tinha um compromisso com amigos e eu respondi que tudo bem, não havia problema. 
Na semana seguinte continuávamos no mesmo padrão, conversas por sms ou no Facebook. Até que na quinta-feira, eu o chamei para uma conversa: "Tudo bom, seu lindão?", ele respondeu que estava tudo tranquilo e perguntou sobre mim. "Estou bem sim, apesar que eu estaria muito melhor se um certo menino lindo estivesse aqui comigo hoje". Ele riu e perguntou quem era esse tal menino, e eu, brincando, elenquei uma série de elogios que ele disse, rindo, que neste caso não poderia ser ele mesmo. Eu então afirmei que era ele. E ele concluiu: "Fofo.". Eu continuei, brincando, fazendo-lhe elogios, até que disse: "Ele é fofíssimo, fico pensando aqui com meus botões que se ele me desse uma chance eu o faria muito feliz". Ele, rindo, pediu para eu parar dizendo que eu o deixava sem jeito com tantos elogios, mas menos de um minuto depois, mudou de discurso. "Mas, prefiro assim, por enquanto". Eu não entendi o que ele preferia assim por enquanto e ele explicou: "Prefiro ficar aqui, na minha, de boa, sozinho. Tenho motivos, entende?". Eu respondi que sim, e pedi-lhe desculpas, "Deixa quieto então...", afirmei. 
Ele se apressou para responder: "Não, Foxx, não é isso. Eu só não acho justo, de forma alguma, envolver você nisso tudo que eu tenho passado ultimamente, entende? Você só ia se machucar, certamente. E a última coisa que quero nesse mundo é isso: machucar alguém que gosto e que gosta de mim, entende?". Eu falei que entendia, que até achava louvável, porém aquela decisão deveria ser minha, se eu queria me envolver e correr o risco de me magoar era uma decisão que somente eu podia tomar. "Claro que sei que você tem essa prerrogativa, mas também tenho o livre arbítrio para escolher quem e como devem entrar na minha vida". Eu concordei imediatamente. "Não quero te forçar a nada, meu lindo!", disse-lhe.
"Você não etá me forçando", ele disse, "muito pelo contrário, nesta semana você só tem sido um fofo comigo. E eu gosto disso. Mas não queria que você criasse falsas esperanças sobre nós termos alguma coisa. Qualquer coisa! Até porque não estou preparado de forma alguma para ter outro relacionamento, de qualquer tipo, com alguém. Preciso de um tempo para mim, ando muito sufocado ultimamente". Eu respirei fundo naquele instante da conversa. Era o fora de sempre com palavras mais bonitas, mas juntei minha dignidade e respondi: "Ok, querido, tudo que não quero nesta vida é te sufocar". E coloquei uma carinha sorridente. "Você é um fofo até nisso, gente!". Eu agradeci pelo encontro maravilhoso e único que tivemos na semana anterior. "Olha, mas isso não quer dizer que a gente precise se distanciar não, viu? Quero sua amizade de verdade". Eu concordei que poderíamos ser amigos, seria um prazer ter um amigo como ele, complementei. "Sim", confirmou ele, "Seremos amigos por enquanto, mas quem sabe daqui há um futuro não muito distante quando eu estiver legal, de novo, não possamos ser mais que amigos?".



51 comentários:

  1. Então vamos lá.. Tira uma página do caderno... Agora copia 50 vezes:

    NUNCA MAIS VOU DIZER "SE ME DESSE UMA CHANCE TE FARIA FELIZ", ANTES DO SEGUNDO ENCONTRO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prêmio absoluto de melhor comentário de todos os tempos! Parabéns!

      Excluir
    2. ah página já foi virada, don't worry.

      sobre meu dever de casa, eu tenho uma desculpa: imagino realmente que seja bem estranho ouvir isso quando vc teve apenas um encontro, né?, mas é que eu não costumo ter segundos encontros, não tenho essas oportunidades, acho que é por isso que eu jogo tudo na primeira chance, porque não vai ter outra não é, Gato?
      Ai alguém agora vai dizer que este é o motivo pelo qual eu nunca tenho segundos encontros. Eu não sou idiota, meu povo, de fato eu falei isso DESTA VEZ, me deu vontade de falar desta vez e eu falei, mas em várias outras eu tb tive vontade e achei mais prudente não falar, o resultado não foi diferente, então é uma escolha bem consciente, as vezes, eu prefiro falar coisas que parecem estranhas de se dizer no primeiro encontro somente para colocar aquilo pra fora de algum jeito, já que as oportunidades são raras.
      Eu devolvo aqui uma pergunta: no caso hipotético de vc saber que vc só tem um encontro com uma pessoa, vc não agiria da mesma forma? (porque por mais que todo mundo diga aqui que eu estou errado em pressupor que eu só terei um encontro com os caras, eu sou a pessoa que nunca estive errado)

      Excluir
    3. Olha.. EU penso que na vida todas as coisas tendem a entropia, ao caos... Logo a tendencia é dar errado mesmo e a inteligência nos foi dada pra tentar organizar esse mundo caótico a nossa volta.

      Pensando a ideia de que é mais provável que de errado do que certo deveria fazer com que eu dobrasse minha cautela e usasse ainda mais minha inteligência. É uma questão simples de lógica, se preciso chegar a um destino rápido, numa estrada curvilineá e perigosa eu não devo tomar um conhaque e arrancar o cinto pensando que já que existe uma boa chance de ocorrer um acidente que eu me foda por inteiro. A cautela deve ser dobrada.

      Eventualmente ao falar sobre algum encontro eu intervenho de alguma forma e vc me diz que o erro foi uma excepcionalidade e o justifica. O seu sistema é perfeito, tudo há um motivo, inclusive pros erros mais clássicos da vida.

      Se defende o erro como um cão raivoso defende seu osso, precisa tb aprender a roer o osso da consequência. A ideia fixa que vc comprou pra si de que n vai NUNCA encontrar alguém tem (teoricamente) como bônus o fato de não gerar expectativas, mas tem como ônus o fato de não cogitar a possibilidade de deixar de cometer erros, uma vez que independente deles o resultado seria o mesmo.

      Excluir
    4. Mas, amigo, eu não tô negando o erro. Vc tem razão, não devia ter dito, eu concordo plenamente... só o expliquei pq fiz, foi uma decisão consciente, não fiz isso ingenuamente, fiz pq decidi fazer e por isso expliquei meus motivos para fazer, podia ter apagado aquilo antes de apertar o enter...
      Eu cometo sim, vários erros, eu os vejo e sei que quando a coisa desandou por minha culpa, tem várias vezes que eu não agi na hora certa, que me travei por causa dos meus traumas, que não tava disposto, o que coloquei os pés pelas mãos, com certeza houve várias vezes que isto aconteceu... não pense que sou tão compassivo em relação a mim mesmo.
      apesar de vc não ter respondido, imagino, por essa resposta aqui é que vc não faria a mesma coisa né?

      Excluir
    5. Olha, esse Gato é DEMAIS! Vc só não entende se não quiser.

      Excluir
    6. Bem... possivelmente não.. Não sei na verdade, eu aposto muito no meu feeling, pra mim n tem essa de atitudes, falas ou gestos absolutamente proibidos... Depende muito da pessoa.

      Já tive encontros que antes de chegar em casa troquei mil sms ainda no taxi, antes de chegar em casa, pk coube.. Pk era recíproco, pk tava leve, pk parecia possível. Comigo tem dado certo, mas cada caso é um caso e no seu eu acho importante ser bastante rigoroso com o manual.

      Sendo assim, tecnicamente no seu lugar eu n faria, mas tb é muito complicado partir do meu referencial e me colocar no seu lugar. Que ai vc vem com esse lance dos traumas e carências e que não teve amor suficiente na infância.

      Vc n foi ingenuo no seu erro, ok... Ai eu resolvo jogar um copo no chão e ele quebra... E eu venho e falo: Poxa, quebrou de novo... Sim, quebrou... Não era essa a intenção???

      NÃO, NÃO ERA.... Vc n queria que desse errado, n queria que ele fosse mais um a partir, então foi ingênuo sim, de alguma forma vc achou que fazendo "diferente" dessa vez talvez a coisa tomasse um outro rumo.

      O seu sistema é tão perfeito que cabe até seus erros... Tipo... Vc sabe qdo errou e qdo não errou então tem uma green card pra errar a vontade, pk o resultado é sempre o mesmo.

      Funciona assim...

      Tenho traumas e carências > Não consigo namorar por conta deles e principalmente do destino > me frustro a cada tentativa > gerando traumas e carências.

      Onde estão seus erros ai??? O que vc pode fazer???? Nada, não é isso??? Os traumas o destino.. Estão todos acima de vc... Na fórmula no insucesso não comporta seus erros. Daí fica a vontade pra errar mesmo e culpar o destino depois, a falta de amor na infância, de emprego público ganhando 7 mil reais e sei lá mais o que.

      Excluir
    7. E um beijopra esse anônimo meu fã, genti!!!!

      Excluir
    8. entendi sim... entendo seu raciocínio, levarei em consideração isso sim, obrigado. seguirei o manual a partir de agora rigorosamente.

      Excluir
    9. O Gato acabou de fazer a análise completa. Aceito o beijo. (rsrs)

      Excluir
  2. Que saco Foxx!

    Sabe, com sua ajuda no meu mapa natal eu tenho entendido mto sobre oq o amor significa pra mim, e oq ele realmente deve significar... Já banquei mto o elogiador, o esperançoso, o sempre disposto. O tipico "fofo"... Mas ao invés de vc ser o fofo e o escolhido, já que vc é 'fofo", vc acaba bancando o "enchedor de linguiça". É pra ocupar tempo, enquanto alguem que realmente interessa nao apareça... Quem não gosta de ter alguem te elogiando... Mas isso nao serve pra nada!

    Quando a gnt gosta, a gtn gosta... Nao precisa receber elogio toda hora pra se certificar dos sentimentos...

    Eu acho que vc tem que falar pra esses meninos: "Eu não sou fofo porra nenhuma!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, Rafa, eu concordo plenamente com vc.
      sei que este acaba sendo meu papel, eu sou aquele cara que a pessoa usa pra enxer sua bola e recuperar sua auto-estima enquanto aparece alguém que ele realmente se interesse, seria bom, se um dia, eu encontrasse alguém que quisesse ficar comigo né?
      vc tem razão também quando disse que qnto a gente gosta, a gente gosta, porque essa estória dele de que tá magoado e sufocado por causa de um relacionamento anterior é papo, o problema é que ele não gosta de mim para algo além do que amizade e isso, normalmente, nunca muda. se existisse algum interesse dele por mim, ele não perderia esse tempo.

      Excluir
  3. fox tenta ficar mas trankilo amo elogios
    mas ngm faz td hora vc ñ tem necessidade de ficar elogiando o cara vc tinha tido um bom papo com ele qnd vcs sairam a 1vez e aparti do momento q vc convido novamente pra sair e ele falo q tava ocupa eu nao chamaria + esperava a iniciativa dele e com isso pode fica a empressao q vc e grudento e ao meu ver ele saiu de um relacionamento a pouco tmp a ql ele nao tava feliz e mt sufocado e po + vc seja um fofo (eu amo fofo) nem sempre eo q ela tava procurando deve ter ficado com medo nao perca o contato com ele pq ai fica impressao q vc nao quiria nada alem da conquista e ele deixa claro q nao tava pronto nakele momento isso nao q dizer q nao vai rola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não eram tantos elogios assim, Murilo, o tempo todo, até porque eu tenho meu trabalho para fazer, somente eu me fiz presente...
      isso aconteceu duas semanas atrás, agora nos falamos no máximo um oi e tal... e já nos esbarramos em uma festa semana passada em que ele estava acompanhado...
      eu duvido que role, ele é muito bonito, tem uma fila atrás de mim que vai cair matando agora e com tanta oferta no mercado, ele não vai voltar atrás para ficar comigo, o cara que ele já dispensou, não é?

      Excluir
    2. po não sei como vc e mas so pelas coias q vc posta eu já aacho vc lindo

      Excluir
  4. Menino
    Fique tranquilo, a fila anda. Sempre tive a seguinte postura: não me quer, ta perdendo.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Bom pelo menos tu ta tendo encontros, numa dessas acha a pessoa certa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Encontros, ficadas e sexo casual nunca foram o problema, Frederico, ter um segundo encontro é que é difícil.

      Excluir
    2. eheheheh sei bem como é isso, bom se rola sexo pelo menos já valeu algo eheeheh

      Excluir
  6. uai! ele foi sincero e não fechou as portas... não q vc vá ficar esperando mas o amanhã nunca sabemos o q ele nos reserva ...

    ResponderExcluir
  7. E cansera qdo a pessoa transmite todos os sinais possiveis que esta afim, e vc joga um pouco mais de 'migalhas' e sai correndo assim aff
    Ainda conseguirá alguem que ira corresponde-lo, do contrario faremos um pacto, se não conseguirmos ninguem nos proximos dez anos casa cmg? hehehe ate la estarei a rico e pronto p viajar o mundo acompanhado :P
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk
      ok, Luiz Paulo, te espero até daqui há 10 anos... kkkk

      Excluir
  8. Foxx amigo, tudo bem?
    No torcida para que haja um segundo, terceiros e quartos encontros, que seja com ele ou com qualquer outro. Gostei da sinceridade dele, mas que um me peguei imanginanod uma cena do filme A Sogra que seria super digno usar nele kkkkk
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Meu conselho é... que venha o próximo!

    ResponderExcluir
  10. ai meu cu! é sempre assim: não quero ter um relacionamento com NINGUEM agora, mas daqui uma semana começa a namorar outro. sempre a mesma desculpinha... o mundo seria tão melhor se as bichas parassem com essas hipocrisias e fossem sinceras. "vc é bacanérrimo mas eu não te quero. foi mal. fim."
    dói, mas mas é aquela dor band-aid arrancado rapidamente.

    outra coisa que eu não aguento é essa coisa dos joguinhos. concordo com tudo o que o Gato falou lá em cima sobre a sua postura em relação ao destino e etc, mas essa de deveria não ter dito antes do segundo encontro e talz... ah meu, quer dizer, diz. a pessoa tem que gostar de vc do jeito que vc é. se vc é daqueles que diz eu te amo no segundo encontro, tem que achar alguem que curta quem diz eu te amo no segundo encontro. no começo fica nessa de joguinho, fingindo isso, fingindo aquilo, a pessoa vai se apaixonar por um personagem criado pra conquistá-la. só que não da pra sustentar um personagem pro resto da vida. e a pessoa então passa a ver voce como você realmente é, e talvez quem você realmente é não é mais interessante para aquela pessoa. não me espanta o fato que relacionamentos gays acabem tão rapidamente. isso e a ilusão da monogamia sexual, que eu nem vou entrar nessa discussão aqui... fato é, seja voce mesmo. pode ser que de errado com 1 milhão, mas se dentro desse 1 milhão vc acha um que de certo, e esse vai ser pra vida toda. experiência própria.

    enfim, tenho preguiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ô Bê eu super concordo com vc, mas o Gato tem razão em falar q eu não posso me dar o luxo de cometer erros, isso é um fato... o pior é que cada vez que isso acontece, que fico agindo como eu sou e noto que as pessoas não gostam de mim, mais eu fico achando que o problema de fato sou eu. As pessoas não gostam do que EU sou, o que neste caso existem duas opções, ou mudo completamente quem EU sou (fisica e intelectual e emocionalmente, isto é, toda a personalidade) e me torno outra pessoa, ou fico sozinho...

      Excluir
  11. ma não trata tão bem, che!
    Tem que dar uns gelos de vez em quando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não entendo esse mundo em que as pessoas gostam de quem as trata mal... não entendo...

      Excluir
  12. Se eu pudesse, juntava a fala do Bernardo com a do Gato. Ambos têm razão.
    Eu acho que não foi o fato de vc falar, ir com sede ao pote. Quando a gente tá realmente a fim de alguém, não é isso que nos impede de continuarmos... Sufocado o caralho! O garoto, se tá mesmo com essa bola toda, talvez esteja mais a fim de curtir seu momento de príncipe das Astúrias, ser a cereja da festa... hoje em dia ainda acreditam em contos de fadas... Por incrível que pareça. Uma hora chega também a vez dele e ele cai na real. Inclusive porque ninguém será a cereja do bolo a vida toda. Nem a última cocada do pacote. Ou alguém come, ou a cocada estraga.
    Bola pra frente, Foxx. O que o Gato falou é uma sessão de terapia à qual só se chega depois de muita análise, muita conversa trocada com o terapeuta, muita sessão. E pode ser olhada pelo lado filosófico. Bola pra frente que você merece coisa melhor!

    Forte Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mereço coisa melhor? pelo que tô vendo aqui eu não mereço nem coisa pior... mas sim, bola pra frente sim...

      e eu tb concordo com o Bernardo, semana que vem ele aparece namorando outro, porque ele não estava afim especificamente de mim... fato.

      Excluir
    2. Namorando, não. Ficando. Meninos como ele, geralmente, não querem "namorar", no sentido tradicional do termo...

      Excluir
    3. ah, querem sim, Alex, só não querem ME namorar...

      Excluir
  13. Oi... Ele foi bem franco e como sempre você vai tocar o barco.
    Abraços Foxx !!

    ResponderExcluir
  14. Posso ser sincero? O subtexto de "vc é um fofo mas eu não estou num momento proprício" é "eu quero galinhar até não poder mais e por favor fique eternamente interessado em mim e caso eu não encontre alguem que me de mais tesao e com quem eu tenha muita vontade namorar então posso pensar em te dar uma chance".
    Fox, por isso que eu ainda tenho aquela tese de que você deveria dar um tempo de querer essa figura do namorado e passar a curtir com todos, porque se for pra pintar vai ser recíproco e você vai sentir isso na pele, no olhar, no cheiro, e vai dar certo.
    Agora tem um outro detalhe: não sei a sua idade, não sei a idade dele, e nem sei sua preferência, se é que ela existe no sentido de curtir carinhas mais novos, ou mais velhos, mas pra mim, a regra é (sim, pode ser preconceito da minha parte): carinhas mais novos querem experimentar tudo e todos antes de querer se envolver com alguém. Aqui em São José é assim e eu acho que querer se envolver com caras novos, pra algo sério, sempre, ou quase sempre, dá em dor de cabeça. Eles podem dizer eu te amo hj, trocar alianças amanhã e jurar amor eterno depois de amanhã. Semana que vem, eles vão pra boate, aparece um corpo mais sarado, uma barba mais rala, uma neca mais trabalhada, eles trocam telefone no banheiro e bye bye baby, não é nada com vc, o problema sou eu. Não to dizendo que a gente deve só procurar caras mais velhos, graças a Deus há gosto pra tudo. Eu tenho 39, meu marido 42. Mas, com a cabeça dele, se ele tivesse 32, rolaria numa boa. Só acho que se o cara é recém saido do armário, se ele tá se descobrindo, e é novo, esse combo é altamente passível de lágrimas no travesseiro.
    Enfim querido, a vida continua, e numa dessas esquinas vai aparecer um cara legal pra vc. Tenho certeza!
    Abração e uma ótima semana.

    Robson / SJCampos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo sua pergunta, Robson, eu tenho 31, ele tem 19, e com certeza sua interpretação do subtexto foi a mais acertada possível. Não sei se o caso de todos os garotos mais jovens é esse, porque tem algumas boas exceções por aí. Não podemos julgar todos iguais não é?
      Agora sobre seu conselho de curtir com todos, infelizmente, Robson, eu não consigo mesmo, é um bloqueio que eu desenvolvi. Não consigo mais viver essa vida, se for pra fazer isso prefiro ficar em casa vendo séries de tv deitado na cama.
      E sim, a vida continua, não se preocupe, não vou ficar lamentando mais este fora, virão outros eu tenho certeza. Agora se vai aparecer alguém... se isso é possível...

      Excluir
  15. Respostas
    1. depois eu falo do Rafa? o menino me deu um fora e eu não vou mais correr atrás dele não, fi. já é página descartada do meu folhetim.

      Excluir
  16. O bom foi uma conversa que te agradou no primeiro instante.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Mesmas conversas bestas de sempre "estou querendo tempo pra mim", porem quando vc topar com ele da próxima vez estará agarrado com outro te apresentando como novo namorado, sempre assim....

    ResponderExcluir
  18. Querido,

    Há um bom tempo leio seu blog, mas só agora tive coragem de escrever. Você me parece uma pessoa inteligente e capaz de fazer qualquer pessoa muito feliz.
    Sem pretensão de ser dono da verdade, seguem minhas impressões do que você tem passado.
    Sei que cada caso é um caso, mas vou usar meu exemplo : assim que me descobri gay, tive dificuldades de aceitar isso (neste ponto, você está em vantagem). Aliado à minha timidez, este fato me fez uma pessoa reclusa e caseira, que preferiu dedicar-se integralmente aos estudos até alcançar independência financeira e deixar a casa de meus pais. Por pura carência e baixa auto-estima, envolvi-me numa relação que durou 7 anos. Por falhas minhas e, principalmente, de caráter da outra pessoa, esta relação me deixou quebrado financeira, sentimental e espiritualmente. Fiquei um ano solteiro, aproveitei tudo que pude e, quando já estava com a cabeça boa e a auto-estima em dia, aceitando o que a vida me trouxesse, conheci uma pessoa maravilhosa, com quem já estou há quase 5 anos. Não corri atrás de relacionamento, não estava carente (muito pelo contrário), mas foi a pessoa certa, no momento exato, e completamente diferente do "vampiro" anterior.
    (Continua...)

    ResponderExcluir
  19. (Continuando...)

    Sei que há pontos em comum e pontos divergentes na nossa trajetória : eu me assumi gay pra família já sendo financeiramente independente (o que não é ainda seu caso, mas será), já tive uma carência avassaladora (o que fez envolver-me com alguém que não valia à pena. No seu caso, espero que você não passe por isso) e recuperei minha auto-estima e aproveitei a vida, sem qualquer expectativa, e aí apareceu alguém, que me faz muito feliz e por quem nutro a maior admiração e de quem tenho muito orgulho.
    O que quero dizer : cara, você é inteligente, pode crescer muito profissionalmente e deixar de lado a dependência que tem de seus pais. Os meus pais são muito diferentes dos seus no tocante à aceitação da sexualidade. Sempre me apoiaram e, apesar de saber das adaptações que eles precisaram fazer em suas expectativas, nunca senti ausência de amor, frustração ou preconceito deles em relação a mim.
    Ainda assim, creio que o fato de ser "dono de meu próprio nariz" deixou-me mais tranquilo e me deu mais segurança.
    Infelizmente, vivemos num mundo em que dinheiro é imprescindível. Por isso, creio que você deveria cuidar mais disto : almeje a independência, alcance-a (capacidade pra isso você tem de sobra) e continue cuidando de si, sobretudo espiritualmente. Você ganhará ainda mais força e segurança.
    Procure, de alguma forma, trabalhar os bloqueios que você diz ter : o fato de admitir tê-los já te dá enorme vantagem.
    E, sobretudo, não ponha sua felicidade no fato de ter ou não alguém. Você parece ser uma pessoa fantástica, e como seus amigos disseram, quem não te quer é quem sai perdendo.
    Estive em novembro em férias em Natal, adorei a cidade, mas te digo : o mundo é grande (você, inconscientemente, sabe disso : até já morou em outra cidade. Vivo atualmente em SP, mas já vivi em 4 outras) e há muito o que ver, viver e sentir. Abra-se para a vida, rapaz! Batalhe por seu futuro (financeiro, intelectual você já tem), erga sua cabeça e não busque nos outros sua aprovação. Você tem muita personalidade, e isso é ótimo.
    Vi, na prática e em experiência própria, que as pessoas fazem as maiores besteiras quando estão carentes. Você, ao que parece, ainda não fez nenhuma grande besteira. Aproveite toda sua enorme experiência - apesar de sua pouca idade - para mostrar que você é forte, é arquiteto de seu próprio destino e tem inúmeras qualidades. Use-as todas a seu favor.
    Aquele clichê meloso e batido de cuidar do próprio jardim para atrair as borboletas é a mais pura verdade. Afinal, clichês não viram clichês à toa, certo?
    Na torcida pra que tudo dê certo pra você. Desculpe o longo texto. Como disse, não sou dono da verdade, mas espero que um pouco do que eu disse e do que teus queridos amigos escrevem te ajudem a mostrar a você a pessoa grande e sensacional que está aí dentro, mas que às vezes você teima em não reconhecer. Nem te conheço pessoalmente, mas consigo ver isto.

    Abraços da terra da garoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pelo comentário, meu caro, fico muito feliz por vc gostar do blog e lê-lo sempre e mais feliz ainda por ter tido vontade agora de comentar.
      agradeço todos os seus conselhos, e vc tem toda razão. é o que eu deveria cuidar mesmo, cuidar do que é possível, não é mesmo? do que posso cuidar, do que está ao meu alcance. você tem toda razão.
      o que eu devia fazer mesmo era cuidar apenas disso e do meu espiritual como você mesmo disso e matar essa coisa sobre relacionamentos de vez, era o que eu devia fazer mais fico pensando que se eu fechar a porta ai a culpa será minha por estar sozinho e isso eu não quero, espero um dia cansar que não me importe mais por assumir essa culpa.

      Excluir
    2. Caríssimo,

      Sou o mesmo anônimo que lhe escreveu acima.
      Creio que você não deveria pensar em "matar essa coisa sobre relacionamentos". Também já achei que jamais conseguiria ninguém, que o problema era todo comigo e que eu jamais seria feliz numa relação.
      Você é uma pessoa fantástica, e tenho certeza que encontrará alguém e será feliz. Só acho que este não pode ser o (único) norte de sua vida. Cuide primeiro de você, batalhe pela sua vida e ame-se cada vez mais. Apenas assim poderá atrair alguém que realmente te mereça e esteja na mesma sintonia que você.
      E, como já disse antes, estou na torcida. Você é mais forte do que imagina, não desista.

      Abraços

      Excluir
    3. Obrigado por toda torcida, meu caro, de verdade.
      Mas... tem um problema: não tem como eu cuidar de mim com isso me rondando, eu preciso matar isso de verdade. Mas não sei como fazer isso, esse é todo meu problema, eu preciso apagar essa necessidade e vontade da minha vida para poder me concentrar em tudo mais, mas não sei como fazer isso...

      Excluir
    4. Caríssimo,

      Trata-se de algo que, infelizmente, só você poderá fazer : colocar outras coisas como prioridade. Infelizmente, "matar" isso, na minha opinião, não dará certo. É algo que sempre ronda o ser humano, ao menos nos que não são sociopatas. Felizmente, este não é seu caso, e você precisará aprender a conviver com isso, enquanto batalha por tudo o mais.Força sempre!

      Abração

      Excluir
  20. O que (quase sempre) phode com tudo é esse papinho de "quem sabe daqui há um futuro não muito distante, blábláblá-whiskas-sachê", nzé?
    E sim, o gif da lutinha é óteeeeeeemo! Bjs!

    ResponderExcluir
  21. Um amigo, é pra vida toda!
    Grande Abraço Dr,
    Du Paiva.

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway