Google+ Estórias Do Mundo: Cura Gay: O Começo de Tudo

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Cura Gay: O Começo de Tudo



Não vou discutir o absurdo desta proposta, nem a homofobia implícita neste projeto, ou o problema político que representa a presença de Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos, o que me preocupa é o precedente que a aprovação deste projeto abre na sociedade brasileira, que ao meu ver leva somente para um caminho: uma teocracia cristã nos moldes do Talibã islâmico. A cura gay não é um projeto que legisla sobre a vida das pessoas, ele não se preocupa com o comportamento privado de nossos gays e lésbicas, este projeto pretende legislar sobre a psicologia, sobre as afirmações científicas que esta ciência construiu sobre as relações homoeróticas, sobre o conhecimento que desde o século XIX a ciência da alma produziu sobre este aspecto da psiquê humana.
A psicologia, como ciência, é a maior responsável pela criação da homossexualidade como a conhecemos hoje. Foi ela que diagnosticou o comportamento homoerótico como distinto do comportamento heterossexual e, naquele momento dos anos de 1800, definiu este comportamento sexual como doentio. Contudo, a ciência sempre se projeta para o progresso (quando há liberdade) e, com isso, um século depois, somente no fim do século XX, ela reconheceu que estava enganada e reconheceu que o único sofrimento que a homossexualidade pode trazer para um indivíduo é quando, por causa do preconceito, não consegue assumir o seu próprio desejo, definindo o Transtorno Egodistônico.
No entanto, este progresso é agora impedido do lado de fora da ciência. Um projeto de lei proposto por um grupo ligado a setores religiosos de nossa sociedade pretende, sob a desculpa de manter a liberdade de pensamento, legislar sobre um tema que lhe escapa completamente: uma verdade científica. Não é nada além disso! Os deputados-pastores e devotados católicos querem definir, a força de uma lei, o que uma ciência deve acreditar e defender. E isso é deveras perigoso! Não sei, neste caso, onde estão até agora o CNPq (Conselho Nacional de Pesquisas) e a SBPC (Sociedade Brasileira Para o Progresso da Ciência) que não se manifestaram ainda temendo o mesmo que eu. O que impede que este mesmo grupo, a bancada evangélica, lance projetos de lei proibindo o Evolucionismo, a teoria que propõe que os seres vivos evoluíram a partir de criaturas unicelulares até os complexos seres vivos de hoje, na Biologia; ou proibir as pesquisas em Pré-História, já que a Bíblia diz que a Terra tem apenas 5 mil anos e os primeiros registros humanos no Brasil, por exemplo, datam de pelo menos 15 mil anos atrás?
Este projeto abre um precedente, como eu disse, que vai exatamente de encontro a desculpa que eles usam: a liberdade de expressão. Este projeto determina, de fato, que o poder legislativo brasileiro tem o poder de decidir como a ciência pode pensar, como deve agir e o que pode defender. Rouba-lhe, por completo, todo e qualquer liberdade de expressão. Nossas ciências estão agora sobre o mando poderoso dos homens da religião, voltamos a Idade Média. A aprovação deste projeto é a confirmação do controle de nossas mentes pensantes pelos nossos deputados e senadores e é assim que as piores ditaduras começam, inclusive Guerra nas Estrelas.


Feliz dia do orgulho gay!

24 comentários:

  1. O negócio é TEN-SO mesmo!!! E citar Star Wars foi a cereja do bolo... hehe! Bom finde, minha diliça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou apavorado com o que isso representa, Fred, é um retrocesso em relação a nossa liberdade que não dá para aguentar.

      Excluir
  2. A história é cíclica querido! Estamos na Idade Média II mas uma nova Era de Luzes está prestes a surgir ... acredito!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom tudo o que você escreveu, o seu raciocínio está super bem encadeado. Parabéns! Vou expor minha sincera opinião sobre essa tal proposta da “cura gay”:

    a. Não tem a menor chance de ser aprovada! Já não tinha antes de toda essa onda de manifestações, muito menos agora! Se antes ela teria que tramitar por duas comissões que antecederiam a sua votação em plenário (onde, com certeza, seria derrubada, por inconstitucionalidade, por todos os motivos que você já expos), agora, pelo que sei, será “votada” a toque de caixa direto pelo plenário do congresso... pra ser rejeitada, assim como ocorreu com o PEC 37. Simples assim!

    b. Ela faz parte da política menor que domina o nosso país. Entendo esse “menor” como o jogo de cena que a maioria dos políticos costuma fazer para se pavonear para o seu “eleitorado” e assim se garantir para as próximas eleições.

    c. O momento histórico que vivemos (não apenas aqui no Brasil, mas principalmente em todo o mundo ocidental, vide a decisão da Suprema Corte dos USA) está totalmente a nosso favor. Na verdade a favor da racionalidade, né! E, cada vez que se conquistam avanços, os que “perdem” com isso “chiam” adoidado! É o tal canto do cisne...

    d. É óbvio que, por trás dessa proposta de lei tem todo um projeto mercadológico que os fundamentalistas adoram: um belo novo produto a ser explorado, essa cura! O grande problema (pra eles!) é que, aqui no Brasil, chegaram atrasados. Nos USA grandes instituições que prometiam essa cura (um absurdo) estão falindo!

    Desculpe... acabei escrevendo demais! Deve ser influência do Gato (rsrsrs)

    Recomento, pra quem queira ler, esse ótimo artigo sobre o assunto... na verdade ele apenas expõe, com mais detalhes, todas as ideias centrais sobre as quais você já colocou no seu texto:

    http://www.eleicoeshoje.com.br/cura-gay-joao-campos-feliciano/#ixzz2XM8KuIvh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não desculpo por ter escrito muito porque eu adorei. assino embaixo em tudo!

      Excluir
  4. Gostei bastante da sua reflexão, a milhares de outros discursos por trás dessa "cura" e demonstram o quanto a religião está cada vez mais se metendo em algo que deveria ficar longe, mas infelizmente estado laico é pura ficção.

    ResponderExcluir
  5. Realmente é de apavorar, o projeto vai muito além de uma "cura gay".
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. Tenho medinho também, mas sério, meu medo está bem ligado ao que a religião pode fazer na vida das pessoas qndo são usadas por pessoas erradas, estes falsos profetas. E é um problema enorme que está acontecendo sempre em vários lugares do mundo.
    Acho que a única saída pra isso é a educação... e mesmo assim nem adianta com todo mundo.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a reflexão sobre o tema, acredito que esse projeto não será aprovado.
    Feliz dia do orgulho gay!
    Abraços foxx!

    ResponderExcluir
  8. Digam o que disserem, aquilo que já conquistamos não pode nem vai ser retirado às pessoas. Mesmo que insistam em fazer um retrocesso, ninguém consegue parar o pensamento humano e mais ainda os sentimentos....

    R: No Brasil vocês conhecem o manjerico como "manjericão anão" ou "manjericão francês"! Aqui eles são comprados por altura dos Santos Populares mais famosos - Santo António, São João e São Pedro. Costumam trazer uma quadra popular para celebrar os Santos. ^^

    Abraço :3

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho uma história até meio engraçada com esse negócio de cura gay: quando eu era adolescente meus pais resolveram me encaminhar a um psicólogo pra uma conversa sem compromisso. Se eu não gostasse, podia sair.

    Aconteceu que o cara era extremamente mal preparado e me perguntava coisas como "quando você percebeu que era viado?".
    No meio da conversa, mamãe se levanta do seu lugar e manda uma "ele percebeu que era viado no mesmo dia que você percebeu que era um babaca".

    Depois disso a gente nunca mais voltou lá...

    Acho esse debate no tema "psicologia" bastante válido, mas não no sentido de encontrar uma cura. Sim no sentido de melhor preparar nossos psicólogos pra amparar esses jovens que tão chegando ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk
      gente que psicólogo é esse que vc foi
      minha nossa senhora!

      sim, se levantou uma discussão entre os psicólogos brasileiros que vai ter uma repercussão dentro da formação deles, graças a Deus né?

      Excluir
  10. esse tema é só boi de piranha pra afastar da mídia outros temas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que seja o boi, a vaca, o santangós (inimigo do Jaspion hahahaha) que queira, porém nada de cura, nada de controle anal que não seja o meu, eu decido que viola ou não viola (ui) e entendo que esse assunto denuncia o talibã evangélico que se instala no Brasil, além do mais, mexer com crente é trazer a tona passado de droga, prostituição, morte, doença, corrupção entre outros temas, como eles mesmo testemunham, então, Drama King ou Drama Queen (ahhahah)agora que é hora destronar piranha, tubarão, Infelecianos e Malavéias, querido.Muito sofrimento e choro para vc!ahahaha Bye, bye!

      Excluir
    2. Drama, essa sua diminuição da importância desse tema é típica de quem tá achando que não existe homofobia nenhuma no mundo... não sei como é a sua vida, mas na minha esse tema é sim extremamente importante porque me causa preocupação, e ele não em nada menor aos outros problemas que ocupam nossa agenda neste país...

      Anônimo, muito sofrimento e choro pra quem? não entendi.

      Excluir
    3. Para o Drama King, afinal, é uma resposta!

      Excluir
    4. valei-me, Anônimo, deseje isso pra ele não...

      Excluir
    5. Vc já viu um drama sem sofrimento e choro? Então, faz-se necessário para atender as característica da obra.#sofraegostemucho

      Excluir
  11. Muitos "evangélicos" que se dizerm "irmãos", deveriam se concentrar antes de tudo numa cura pra própria alma. É incrível como não enxergam o quanto estão sendo filhosdesatã (já que a evocação ao nome é tanta, que não é de duvidar), ao mesmo tempo em que estão sendo totalmente contra a palavra real do senhor. Gentinha besta, que "moral" e bons costumes são esses que não aceitam o que é diferente?

    E esse post me rendeu um inspirado-exagerado. ^__^

    ResponderExcluir
  12. Duvido que seja aprovado.. Como diz minha patroa, dou pros cachorros na rua se for...

    Isso é espetáculo, amigo.. Puro espetáculo.. Acho até que a ousadia do movimento de fato é preocupante,põe em pauta um absurdo tão grande que nem deveria ser passível a discussão e a partir do momento que é a gente tem que ficar ressabiado mesmo, mas... Essa não passa não.. Não passa mesmo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gato, eu também duvido que seja aprovado. Mas eu duvido acreditando, acho que pode haver uma reviravolta, ela ainda é possível sim, e termos a tristeza de enveredar por este caminho... num país sério isso não seria possível, mas no Brasil, sabe-se lá Deus...

      Excluir
  13. É uma situação com contornos quase kafkianos...
    Sinistra!

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway