Google+ Estórias Do Mundo: ESPECIAL SAMPA (Parte 2): Diário de Campo

sábado, 22 de novembro de 2008

ESPECIAL SAMPA (Parte 2): Diário de Campo

Era uma noite surpreendentemente quente em São Paulo. Eu esperava frio. Afinal chovia quando deixei Belo Horizonte para trás, mas alguns quilômetros de distância separam uma chuva torrencial de uma agradável noite com estrelas no céu. André nos pegou no carro dele. Eu saí para uma boate, ou como dizem os paulistas, "para uma balada", usando uma regata pela primeira vez. Emprestada, devo dizer, afinal eu esperava frio.
Estacionamos o carro. Para um lado a Ultra Diesel, "se você for bonito, ganha V.I.P."; do outro lado ABC Bailão, "acima de 65 anos - 15 reais". Bem, eu não estava disposto, e não me arrependi: ABC Bailão! "Mas qualquer coisa a gente vai p'ra Diesel, 'tá?". Entramos, à porta um simpático senhor de cabelos e bigode brancos apertava a mão de cada cliente que entrava. Apertou minha mão, desejou-me boa noite e eu sorri. E sorri durante toda a noite.
Primeiro pelo set list definitivamente único, o qual me lembrou muito minhas noites em Natal graças ao forró, samba e axé que apareceram entre as músicas. Sou feliz, por isso estou aqui, também quero viajar nesse balão. Superfantático! Mas, sobretudo, não é qualquer lugar que toca Cher, Cindy Lauper e Madonna, junto com Rihanna e Lindsay Lohan. Do you believe in life after love?
Segundo porque aquelas pessoas estavam ali para se divertir. E que pessoas eram essas? Sejamos claros, eu me senti um menino; e não duvido que fosse ali. Eu deveria ser com meus 27-quase-30, um dos mais novos presentes. Sim, eram quase todos velhos. Mas velhos que sabiam se divertir. A noite começou, por exemplo, com uma drag vestida de Clara Nunes dançando na pista diante de mim. "Foxx, você já viu coisa mais feia?". Ela então girava sua saia rodada. Bum bum be-dum bum bum be-dum bum, why do I feel like this? "O velhinho ali 'tá fritando mesmo!", eu e André observávamos enquanto o velhinho, baixinho, de cabelos completamente brancos, dançava e cantava animado. Because I'm living a bad dream. Um teddy também fritava atrás de mim. Suava, dançava, e me deu alguns empurrões enquanto cantava também. Come on up to the dance floor, I've got something so sweet. Dois senhores acompanhados por um loiro e moreno musculosos. Enquanto o loiro não se negava ao serviço que fora contratado, "Quanto será que eles cobram?", o moreno parecia envergonhado, principalmente quando seus olhos cruzavam com os meus. Eu não tinha culpa, meus olhos eram atraídos por aquela beleza. E ele parecia pedir socorro. "Mas eu não posso pagar o que ele te paga, queréedeenho!". Muitos casais também. Casais do tipo que não vemos na novela, nem na boate, nem na reportagem de capa da DOM, pessoas comuns, cheias de estereotipos de como é ser gay, mas felizes, se divertindo a olhos vistos, sem vergonha de ser quem são. Bichinhas tratadas como mulher de malandro, mas felizes por ser quem são.
Porém eu não fui ao Bailão apenas para ver, também fui visto, claro. Aos poucos olhares também começaram a se voltar para mim. At last, my love has come along, my lonely days over and life is like a song. Alguns senhores, outros homens, alguns meninos. Dos que me interessaram, comecei olhando para dois. Um japinha baixinho, de corpo escultural dentro de uma camiseta vermelha que marcava seu braço, ele percebera meus olhares e já sorrira também. "Calma! 'Tá cedo!". Também um loiro de olhos verdes, alto, peitoral largo, e queixo quadrado, usando uma bandana preta na cabeça. "Cara de homem, ao contrário do japinha que parece mais um menino". Tempos depois, eu localizei na pista, ao longe, ele estava do outro lado, um moreno de rosto perfeito, corpo nem tanto, uma bunda muito grande, quase feminina, bem alto, mais alto que o loiro que já era mais alto que eu. Os olhares com o japinha continuavam. Ele esperava que eu chegasse nele. "Foxx, aquele loiro de bandana veio me perguntar se você 'tá solteiro?". Minha surpresa ficou clara. Afinal eu tinha achado ele interessante, mas não tinha visto ele me achando interessante. "Ah, manda ele vir falar comigo". André foi saltitante enquanto eu corava de vergonha. De longe então ele olhou para mim por baixo das sobranceças, sorrindo, me chamou para perto dele. "Sabe quando eu passei por você e vi tua boca: eu precisava beijá-la". Foi a primeira coisa que ele me disse, me fazendo sorrir. "Com esse sorriso a vontade só aumenta". Não tinha como não beijá-lo. "Vamos ali para o canto". Eu o segui, enquanto ele me levava pela mão. Beijamos, um beijo macio, com calma, delicado, bom. Já as mãos vasculhavam. Nossas bundas, nossos paus, minhas coxas, seus braços, meu cabelo, seu rosto. "Queria que você me chupasse!". Eu ri e falei que ali era impossível. Ele concordou."Você é mestiço? Adoro olhinhos apertadinhos". Perguntou onde eu morava e se decepcionou ao ouvir que eu vinha de Belo Horizonte. Algum tempo depois, o amigo dele apareceu, falou que eles tinham que ir embora, e ele se demorou comigo despedindo-se. Afastou-se umas duas ou três vezes, retornando e me beijando mais um pouco. "Adeus!".
Voltei a pista. Encontrei o André que olhava para um cara feio enquanto um gato olhava pra ele. "Não faz meu tipo, pode ficar p'ra você". Chocado, resolvi arriscar, mas o gato só tinha olhos para o André, fiquei então dançando, foi quando o moreno que eu observara do outro lado da pista chegou do meu lado. Ofereceu-me uma Halls e ficamos batendo papo. Foi quando o amigo dele chegou. Pressupôs que estavamos ficando e enquanto o cara foi no bar, começou a elogiar o amigo, dizendo coisas que nós dizemos de nossos queridos amigos, eu então o avisei que não estávamos ficando. Nem um beijinho ainda. "Mas você quer beijá-lo?". Eu ri e disse que sim, e quando o amigo dele voltou, ele falou com ele, fazendo o moreno curvar-se para beijar-me. Foi quando o André chegou, convidando-me para ir embora. Eu me despedi e saí. "Você, hein, safadeeenho, pegou dois?". E rimos o caminho todo para casa.

22 comentários:

  1. Estreando postagem.

    Se deu bem!!!


    U.U

    Abração amigo!

    ResponderExcluir
  2. To esperando vc falar do seu domingo.... hehehehe

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaaah como eu gosto de suas histórias
    posta mais
    você deixa a gente com saudade...

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Ainfain...

    Tanta gente sendo feliz...


    Passeio tá sendo bom, hein?


    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fox, conheci seu maravilhoso blog esta semana, quando digitei no google "blog, gay, Natal, Ponta negra", pois estava interessado em algum blog que me desse informação da noite gay de Natal, pois estarei viajando na sexta-feita dia 28/11 para Natal, passar uma semana e ferver muito no Carnatal, detalhe: 1ª vez que vou a Natal. E nesta procura achei o seu, e ganhei muito mais do que informações, ganhei uma grande leitura, um amigo hiper imaginario que você. Outro detalhe: somos super parecidos no modo de pensar... Te adoro Raposa, e que pena que esta agora em BH...
    Ahh, quando vier em Natal, da uma esticadinha em Fortaleza, minha cidade....

    ResponderExcluir
  6. Eita que esse homem é um perigo.

    ResponderExcluir
  7. Que clima gostoso deste post! Já ouvi falar bastante do bailão. Próxima vez que for a Sampa quero ir lá. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Ese no final vamos embora rindo do acontecido é o que há de melhor

    Pq depois de todo acontecido e narrado por vc

    É importante levar as coisas num clima bom assim

    Abração Foxx

    ResponderExcluir
  9. =O
    passou feito furacão em SP
    até cher, cyndi lauper e madonna ficaram passadas! rs

    ResponderExcluir
  10. O frio é por que eu passei o fim de semana com febre.. e ainda estou com febre.. ng merece!!! com febre e sem paciência....
    humf...

    ResponderExcluir
  11. "Sabe quando eu passei por você e vi tua boca: eu precisava beijá-la".. se alguém chegar em mim assim, eu saio correndo!!! hehehehehe

    ResponderExcluir
  12. Se jogando, né?
    Deve ter sido divertido mesmo.
    Bjo, amigo

    ResponderExcluir
  13. o loiro me interessou ... ombro largo e quixo quadrado huauahahu

    bjos piriguete!

    ResponderExcluir
  14. uma boa noite, né mocinho?!

    não vou mentir, fiquei com inveja [branca] do japinha te olhando... meu sonho é pegar um oriental!

    ResponderExcluir
  15. Totalmente bombante, hein?
    A set list era perfeita... tão difícil encontrar uma boate que toque Cher!
    E aí? Do you belive in life after love?!
    abs

    ResponderExcluir
  16. adoro seu blog, felizmente são 'estórias', interessate de se ler...

    :)
    http://strangerbeautiful.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Adorável!!
    Faz a noite até parecer romântica!

    ResponderExcluir
  18. Que legal que se divertiu por aqui. Nunca fui ao Bailão, mas acho que deve ser bacana porque o povo já passou da idade e do peso de ficar fazendo pose, né? :-) Sem contar que fazem o meu tipo, hehe...

    A mudança vai sair! :-)

    ResponderExcluir
  19. BEIJA MUITOOOOOOOOOOO






    HAIRYBEARS
    http://hairybears.blogspot.com/

    ResponderExcluir

" Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente."

Ernest Hemmingway